Agevisa alerta para que eventos na PB solicitem comprovante de vacinação

Diretor-geral Geraldo Moreira alertou que, se o documento não for solicitado, o show será encerrado e haverá multa por descumprimento das medidas

O diretor-geral da Agência Estadual de Vigilância Sanitária da Paraíba (Agevisa-PB), Geraldo Moreira, comentou em entrevista ao programa F5, da 89 Rádio Pop nesta terça-feira (9), como será realizada a Vaquejada do Parque Bemais, que acontece em São Miguel de Taipu, a 55 km de João Pessoa, entre os dias 16 a 21 deste mês.

De acordo com Geraldo Moreira, ontem (8) foi realizada audiência com o Ministério Público da Paraíba (MPPB), autoridades sanitárias e policiais, Secretaria de Saúde do município e representantes da empresa que organiza o evento. Ele explicou que serão dois eventos: a vaquejada, que terá 50% de pessoas e o show, que poderá acontecer com capacidade de 20%, conforme decreto. Em ambos os casos, será necessário apresentar o cartão de vacinação com a primeira ou segunda dose, e ainda o teste da Covid-19.

“Você está vacinado, mas em nenhum momento estudos científicos dizem que está imune de adquirir a doença de novo. Você tem a atenuante de não ser internado ou contrair o vírus na forma mais grave”, explicou sobre o teste.

Geraldo Moreira ainda revelou que no evento é esperado cerca de 15 mil pessoas, já que o decreto permite apenas 20% da capacidade. Sem restrições, o espaço comportaria quase 100 mil pessoas. O projeto foi enviado ao Corpo de Bombeiros, que irá reavaliar o quantitativo. Conforme ele, o volume deve ser grande.

“A preocupação da Agevisa é fazer a saúde de qualidade para a população. Nós já estivemos lá e o espaço é grande, não há problema. A questão é o limite de espaço para arquibancadas, camarotes, tendo segurança”, destacou.

O diretor-geral da Agevisa também alertou que, se durante a fiscalização desses eventos não estiver sendo solicitado o comprovante de vacina com o teste, o show será encerrado e haverá multa por descumprimento das medidas.