- Publicidade -
Cotidiano

Acusado expulsar moradores e ‘tocar o terror’ em comunidade de JP é preso

A prisão, decretada pela Justiça, foi realizada por equipes da Delegacia de Crimes Contra Pessoa de João Pessoa (DCCPES/JP)

Homem suspeito de praticar homicídios e liderar facção criminosa em João Pessoa foi preso nesta sexta-feira (17) pela Polícia Civil.

- Continua depois da publicidade -

A prisão, decretada pela Justiça, foi realizada por equipes da Delegacia de Crimes Contra Pessoa de João Pessoa (DCCPES/JP).

De acordo com informações do delegado Carlos Othon, a Polícia Civil prendeu na tarde desta sexta-feira (17) o mandado de prisão foi decretado pela 1ª Vara do Tribunal do Júri de João Pessoa

“O preso é investigado pela prática vários homicídios, dentre eles o que vitimou José Augusto, vulgo Augustinho do Laranjeiras, fato ocorrido em setembro de 2019”, revelou o delegado.

Ainda de acordo com Othon, o preso também é investigado por fazer parte da organização criminosa que em setembro de 2019 causou pânico entre os moradores da Comunidade Laranjeiras, situado no bairro de José Américo, em João Pessoa.

“Essa facção, fortemente armada, invadiu a comunidade, expulsou moradores, efetuando disparos de vários calibres nas fachadas das residências de familiares das vítimas, pichando os muros com a sigla de uma facção”, detalhou o delegado.

Os criminosos ainda gravaram vídeos com alguns de seus componentes de arma em punho, para assustar moradores.

De acordo com a Polícia Civil, a prisão é considerada de importância estratégica relacionada à referida invasão. Em outubro do ano passado, a DCCPES prendeu outro líder da mesma facção criminosa.

Comente

Redação Paraíba Já

Fundado em maio de 2010, o Paraíba Já é um portal de notícias sediado em João Pessoa (PB), que tem compromisso com a verdade, fazendo um jornalismo de qualidade e relevância social.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar
Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar