Acusado de matar radialista em Campina Grande é condenado a 19 anos de prisão

Julgamento aconteceu nessa quarta-feira (29) no 1º Tribunal do Júri da cidade, mas a sentença só foi proferida por volta das 3h30 desta quinta-feira

O empresário Roberto Correia Vicente do Monte foi condenado a 19 anos de prisão pelo assassinato do radialista Joacir Filho, que ocorreu no dia 30 de maio de 2019, em Campina Grande. O julgamento aconteceu nessa quarta-feira (29) no 1º Tribunal do Júri da cidade, mas a sentença só foi proferida por volta das 3h30 desta quinta-feira (30), após quase 17 horas de julgamento.

O acusado foi flagrado por câmeras de segurança do restaurante do Restaurante La Paloma, no centro de Campina Grande com Joacir, onde eles conversavam e, embriagado, Roberto Correia achou que o jornalista havia furtado um relógio e atirou nele. O radialista de 35 anos foi atingido no peito e não resistiu.

O radialista era filho do locutor esportivo Joacir de Oliveira, que faleceu em 2014 vítima de uma embolia pulmonar decorrente de um transplante de coração.