Academia reabre sem autorização e recebe nova interdição em menos de um mês

Uma academia, no bairro de Santa Rosa, em Campina Grande, voltou a ser interditada, nessa quinta-feira (30), depois de ter sido fechada, no último mês de dezembro, devido à ausência de profissional de Educação Física na unidade. Esta foi uma das 35 irregularidades registradas pelo Conselho Regional de Educação Física da 10ª Região – Paraíba (CREF10/PB) no balanço parcial do mês de janeiro, com cerca de 180 visitas em 11 cidades.

Os responsáveis pelo estabelecimento interditado em Campina Grande reabriram o local sem apresentar justificativa e sem autorização do Conselho. “Não podemos permitir que uma academia que apresentou irregularidade volte a funcionar sem que a mesma seja sanada ou justificada”, declarou o presidente do CREF10, Francisco Martins da Silva, acrescentando que as medidas judiciais já estão sendo tomadas.

Também em Campina Grande, o CREF10 apura denúncias de que profissionais de outras áreas estariam se passando por formados em Educação Física e atendendo, de forma ilegal, a alunos da região. “É por isso que ressaltamos a importância de os usuários verificarem o registro profissional daquela pessoa que se diz apta a desempenhar as suas funções”, complementou o presidente.

Balanço

Em relação ao balanço parcial do mês, registrado em todo o estado, até agora, Francisco Martins da Silva revela que já são mais de 160 pessoas fiscalizadas, entre profissionais, estagiários e pessoas sem registro, sendo 11 autuadas por exercício ilegal da profissão e 10 estagiários encontrados em situação irregular. Cinco estabelecimentos foram notificados por falta de registro.

As visitas foram realizadas nas cidades de: João Pessoa, Campina Grande, Massaranduba, Matinhas, Cabedelo, Lucena, Lagoa Seca, Gado Bravo, Natuba, Umbuzeiro e Santa Rita.

Comente