28 C
Joao Pessoa
quinta-feira, 26 novembro 2020
Início Site

Certidões do TRE e TCU comprovam elegibilidade e ficha limpa de Cícero

Os advogados da coligação ‘Pra cuidar de João Pessoa’ apresentaram, nesta quinta-feira (26), duas certidões, uma do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) e outra do Tribunal de Contas da União (TCU), como resposta a mais uma onda criminosa de fake news plantada contra o candidato à Prefeitura de João Pessoa pelo Progressista, Cícero Lucena.

Na certidão da Justiça Eleitoral, os advogados alertam que a candidatura de Cícero transitou em julgado, não cabendo mais recursos. “Ou seja, Cícero é elegível!”, sustenta a defesa do candidato.

“Certifico para os devidos fins, que a sentença proferida nos presentes autos transitou em julgado no dia 28/10/2020. O referido é verdade e dou fé”, diz a certidão do TER-PB.

“O Tribunal de Contas da União CERTIFICA que, na presente data, o(a) requerente acima identificado(a) NÃO CONSTA da relação de pessoas físicas com contas julgadas irregulares, para fins de declaração de inelegibilidade, nos termos do art. 11, § 5o, da Lei 9.504/1997, do art. 1o, inc. I, alínea “g” da Lei Complementar 64/1990 e do art. 91 da Lei 8443/1992”, diz a certidão emitida pelo TCU.

Veja abaixo cópias dos documentos:

Certidão do TRE-PB

Certidões do TRE e TCU comprovam elegibilidade e ficha limpa de Cícero

Certidão do TCU

Certidões do TRE e TCU comprovam elegibilidade e ficha limpa de Cícero

 

Em debate, Nilvan revela que quer implantar programa vale-gás em JP

O candidato a prefeito de João Pessoa pelo MDB, Nilvan Ferreira disse que a pandemia causada pela Covid-19 aumentou as desigualdades sociais, por isso é fundamental que nesse momento sejam realizadas ações que possam garantir a retomada da economia e programas, como o vale-gás, para ajudar famílias que estão vivendo em situação de vulnerabilidade e linhas de créditos para os vendedores ambulantes. As propostas foram apresentadas durante o debate realizado, nesta quinta-feira (26), na TV Tambaú.

“Tenho duas questões cruciais que são mostradas no meu Plano de Gestão. As primeiras preocupações são com as questões sociais da cidade, porque a fome aumentou com a pandemia, o número de pessoas em situação de vulnerabilidade aumentou drasticamente. Andei muito pelas ruas, bairros e dialoguei com os segmentos, por isso que lancei o programa do vale-gás, dando um botijão para as famílias cadastradas no Bolsa Família. Outro desafio é a retomada econômica porque o setor produtivo tá sofrendo. A primeira coisa não vai ter lockdown”, explicou Nilvan.

Durante o debate, o candidato também reafirmou o compromisso de que o secretariado na sua gestão será todo formado por técnicos e indicado pelos setores de cada área. “A prefeitura não vai se transformar num balcão de negócios. Vou nomear na Secretaria de Desenvolvimento Econômico uma pessoa escolhida pelo setor produtivo indicado pelo CDL, a Associação Comercial e o Sinduscon-JP. Quero compartilhar o poder e compartilhar as decisões”, comentou.

Nilvan informou ainda que vai abrir uma linha de crédito para os vendedores ambulantes e reordenar os espaços no centro da cidade. “O número de vendedores ambulantes aumentou nos últimos meses. Também aumentou o número de pessoas vulneráveis do ponto de vista social e financeiro. A qualidade de vida das pessoas diminuiu muito, por isso preciso ter o olhar de quem tem a capacidade de entender essa nossa realidade. Vamos inaugurar uma nova relação com esses trabalhadores que sofrem perseguições, violência e destruição dos seus produtos. Também vamos organizar o Centro Comercial e adequar a área para o pedestre poder transitar normalmente com direito de usar as calçadas. O banco da retomada terá uma linha de microcrédito pra os ambulantes”, destacou.

João anuncia folhas de pagamentos dos servidores da PB no valor de R$ 1,3 bilhão

0

O governador João Azevêdo anunciou, nesta quinta-feira (26), o pagamento da segunda parcela do décimo terceiro salário do funcionalismo público do estado e da folha de pessoal referente ao mês de dezembro. Na ocasião, o gestor também garantiu o pagamento do abono natalino para 520 mil famílias e do 14º e 15º salários destinados aos prêmios Mestres da Educação e Escola de Valor – 2020. As ações, incluindo o pagamento de novembro – nos dias 27 e 30 deste mês – representam um impacto financeiro superior a R$ 1,3 bilhão nos cofres públicos estaduais que serão injetados nos próximos 26 dias, fomentando a economia da Paraíba no período natalino e garantindo o fortalecimento dos setores de comércio e serviços.

Conforme o calendário anunciado pelo chefe do Executivo estadual, a segunda parcela do décimo terceiro salário dos servidores será paga no próximo dia 10. Já o pagamento de dezembro será efetuado nos próximos dias 23 e 24. O abono natalino será pago entre os dias 10 e 23 de dezembro, beneficiando 520 mil famílias inscritas no programa Bolsa Família na Paraíba.

Já o 14º e 15º salários dos professores serão pagos no dia 23 dezembro. A iniciativa do Governo do Estado premia experiências administrativas e práticas pedagógicas exitosas em escolas da Rede Estadual de Ensino. Este ano, a gestão estadual, por meio da Secretaria de Estado da Educação, Ciência e Tecnologia, inovou com uma série de ações para atender aos estudantes em virtude da suspensão das aulas presenciais provocadas pela pandemia do coronavírus, a exemplo do Regime Especial de Ensino e da TV Paraíba Educa.

“Apesar da crise econômica gerada pela Covid-19, a eficiência da gestão fiscal do estado permitiu que fizéssemos esse anúncio que irá gerar um forte impacto na economia da Paraíba pelos próximos 26 dias, incrementando diversos setores do nosso estado que estão retomando as suas atividades. Apesar de todas as dificuldades, conseguimos manter o pagamento do funcionalismo sempre dentro do mês trabalhado e também antecipamos a primeira parcela do décimo terceiro, o que representa o nosso compromisso com os servidores e com o povo da Paraíba que terá, com os cuidados necessários que a pandemia ainda impõe, um Natal mais tranquilo”, ressaltou o governador João Azevêdo.

Calendário de pagamentos

  • 27/11 – pagamento dos salários de novembro dos servidores aposentados, pensionistas e reformados
  • 30/11 – pagamento dos salários de novembro dos servidores da ativa das administrações direta e indireta
  • 10/12 – pagamento da segunda parcela do 13º salário do funcionalismo público estadual
  • 10/12 a 23/12 – pagamento do abono natalino a beneficiários do Bolsa Família
  • 23/12 – pagamento dos salários de dezembro dos servidores aposentados, pensionistas e reformados e 14º e 15º salários dos prêmios Mestres da Educação e Escola de Valor
  • 24/12 – pagamento dos salários de dezembro dos servidores da ativa das administrações direta e indireta

George Coelho é reeleito presidente da Famup para o biênio 2021-2022

0

O atual presidente da Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup), George Coelho, foi reconduzido ao cargo de forma unânime, nesta quinta-feira (26), para o biênio 2021-2022. Para o segundo mandato, ele pretende fortalecer ainda mais o municipalismo, além de trazer mais visibilidade e diálogo entre a Federação e autoridades.

“Continuar na presidência da Famup é uma honra e uma grande responsabilidade. Isso mostra que o trabalho realizado foi reconhecido pelos meus colegas e assim, reafirmo meu compromisso de lutar em prol dos nossos municípios. Vamos continuar na defesa de nossas pautas, que vão desde a descentralização das ações até a união entre os gestores”, ressaltou.

Prefeito do município de Campina Grande, Romero Rodrigues, participou da votação e destacou o trabalho desenvolvido por George. “Foi super atencioso nesse mandato que exerceu e continua exercendo. Quando a gente demandou algum tipo de questão relacionada ao município de Campina, ele sempre foi solícito. Eu não poderia deixar de prestar meu apoio, tenho certeza que a Famup está em boas mãos”, pontuou.

Primeiro vice-presidente da chapa e prefeito do município de Bom Jesus, Roberto Bayma, vê na reeleição de George o resultado das ações realizadas por ele enquanto gestor da Federação. “Ele tem a capacidade de fazer as coisas acontecerem em prol dos municípios, além da defesa bem acirrada em suas pautas e isso vem sendo provado porque não apareceu ninguém para disputar, isso é um recado muito sério que mostra trabalho e competência. George está de parabéns”, disse.

O prefeito do município de Boa Vista, André Luiz Gomes, foi eleito 2º vice-presidente e além de comemorar a vitória, enalteceu a administração de George Coelho. “Estou muito feliz pelo cargo, por representar o Cariri e também confiante no trabalho desenvolvido por George. Tenho certeza que ele buscará fazer ainda mais por nossas cidades paraibanas e terá minha total contribuição nessa luta”, afirmou.

Chapa vencedora

Além de ter George como presidente, que também é prefeito do município de Sobrado, a chapa vencedora foi composta por Roberto Bandeira de Melo Barbosa como 1º vice-presidente (Bom Jesus), André Luiz Gomes de Araújo como 2º vice-presidente (Boa Vista), Anna Lorena Nobrega como 3ª vice-presidente(Monteiro) e Euclides Sérgio Costa de Lima Júnior como 4º vice-presidente (Baía da Traição).

A Secretaria será formada por Allan Feliphe Bastos de Sousa (Pedra Branca), Bevilacqua Matias Maracajá (Juazeirinho) e Tiago Marcone Castro da Rocha (Cabaceiras). A chapa contou ainda com Fábio Ramalho da Silva, do município de Lagoa Seca como 1º tesoureiro e Lúcio Flávio Araújo Costa, de Itabaiana, como 2º tesoureiro.

No Conselho Fiscal, os membros efetivos na chapa eleita são Ronaldo R. de Queiroz (Gurjão), José Alexandre de Araújo (Santa Luzia), Joyce Renally Felix Nunes (Duas Estradas), Cláudia Macário Lopes (Quixaba) e Maria Rodrigues de Almeida Farias (Alagoinha). Na suplência, estão Aguifaldo Lira Dantas (Frei Martinho), Rosalba Gomes da Nóbrega (São José do Bonfim), Joaquim Hugo Vieira Carneiro (Riacho dos Cavalos), José Benício de Araújo Neto (Pilar) e Diogo Richelli Rosas (Nova Olinda).

Votação

Ao todo, 62 prefeitos estiveram presentes à votação, que iniciou às 8h e se estendeu até às 17h, na sede da Federação, em João Pessoa. A chapa vencedora foi a única inscrita no processo de disputa interna.

Empresários divulgam manifesto de apoio a Boulos e Erundina em SP

0

Empresários e executivos dos setores produtivo e financeiro declararam apoio à eleição de Guilherme Boulos para a Prefeitura de São Paulo. O grupo assinou manifesto intitulado “Boulos e a necessidade de inovação na gestão de São Paulo”, no qual tenta dirimir resistências da iniciativa privada ao candidato que tem a paraibana Luíza Erundina como vice.

De acordo com informações do sites de notícias Valor Econômico, que teve acesso ao documento, os empresários argumentam que Boulos governará com responsabilidade fiscal, manterá diálogo com a iniciativa privada e manterá foco no interesse público.

Ainda de acordo com a publicação, entre os assinantes do manifesto estão empresários certificados como social e ecologicamente responsáveis (os “empresários B”) e investidores que representam o grupo mais amplo, incluindo o ex-banqueiro Eduardo Moreira, João Paulo Pacífico, Marcel Fukayama e Luis Rheingatntz, este último empresário do agronegócio. Também assinam mulheres como Greta Gogiel Salvi, Nina Silva, Flávia Aranha e Eliana Lopes.

“Alguns que se opõem à candidatura de Guilherme Boulos concentraram suas críticas no seu programa econômico. Nós, que trabalhamos em diferentes setores do mercado, entendemos que muitas dessas críticas são superficiais. Sua proposta se baseia numa inversão de prioridades na alocação dos recursos públicos, colocando a periferia no centro do debate. A viabilidade econômica se dará com o enfrentamento à corrupção, à revisão dos contratos com estabelecimentos de incentivos corretos e à cobrança mais efetiva da dívida ativa”, diz um trecho do manifesto.

Na avaliação dos investidores, o mundo pós-pandemia exigirá reforço na rede de proteção social e orientação por princípios ambientais, sociais e de governança. O projeto proposto pelo candidato do PSOL, apesar de ousado, não é impossível de ser executado e propõe uma “transição inovadora” na prefeitura da principal capital da América Latina.

“Covas, o herdeiro do capital político do avô, não teve que empreender como Boulos para se tornar prefeito. A prefeitura caiu em seu colo. E, apesar de ser educado e democrata, não tem o conhecimento e a liderança de Boulos e não conseguiu fazer uma gestão que deixasse um legado para a cidade. Foi um gestor sem brilho, ordinário”, dizem os empresários no manifesto.

Paraíba registra criação de mais de 1,4 mil vagas de emprego em outubro

0

A Paraíba ganhou 1.437 postos de trabalho formal em outubro de 2020, conforme dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta quinta-feira (26).

Os dados apontam que, embora tenham sido registrados 11.563 desligamentos no mês passado, também foram contabilizadas 13 mil admissões, o que resulta neste saldo positivo.

Entre os setores, o saldo mais positivo no mês, de 1.184 novas vagas, foi observado na área do comércio. Já o segmento de serviços perdeu 1.238 postos de trabalho.

Entre os municípios, o maior saldo positivo em outubro, de 1.344 vagas, foi registrado em Campina Grande; seguido por Alhandra, com 162; e Sousa, com 159 novos postos.

Já João Pessoa foi a cidade que mais perdeu postos de trabalho, com menos 1.339 vagas.

No acumulado do ano, o saldo ainda é negativo. Nos primeiros 10 meses de 2020, o estado registrou 106.910 demissões e 101.324 contratações.

Eleições 2020: segurança é reforçada para o segundo turno em João Pessoa

As forças de Segurança da Paraíba vão reforçar o efetivo em João Pessoa por conta do segundo turno das Eleições 2020. É a Operação Voto Seguro II, que já começa nesta sexta-feira (27), com a atuação de policiais militares, policiais civis e bombeiros militares, e a presença do Grupamento Tático Aéreo (GTA) com as aeronaves Acauã 1 e 2.

A Polícia Militar contará com 718 policiais militares e 221 viaturas (entre carros, motos, vans e outros veículos) espalhados nos mais de 200 locais de votação para receber as urnas que ficarão sob vigilância nos locais e votação. A Operação Cometa, com comboios circulando pelos bairros durante a madrugada, para intervir em qualquer situação suspeita, assim como no primeiro turno, também faz parte do esquema de segurança do segundo turno das eleições 2020, inclusive com uso de drones. É importante observar que não haverá mudança do policiamento nos bairros da capital e o esquema de segurança da Polícia Militar contemplará também o policiamento nos locais de comemorações.

A Polícia Civil também montou um esquema especial para a segurança do segundo turno das eleições 2020. Ao todo, 107 policiais civis deverão permanecer em regime de plantão no domingo, sendo 19 delegados, 11 escrivães e 77 agentes (entre agentes de investigação, operacionais e de telecomunicações). Para dar suporte a esse efetivo a Delegacia-Geral estará disponibilizando 30 viaturas da Polícia Civil para circular durante a realização do pleito.

As delegacias que ficarão em regime de plantão são a Central de Flagrantes, Delegacia da Mulher, Delegacia da Infância e Juventude e Delegacia de Homicídios (todas na Central de Polícia/Geisel), além de equipe técnicas e gestores que farão plantão na Delegacia Geral. Também seguem em plantão o Instituto de Polícia Científica (IPC) e as equipes 1ª Superintendência Regional de Polícia Civil (SRPC) e das 1ª e 2ª Delegacias Seccionais de Polícia Civil.

Buscando garantir a realização de um pleito eleitoral seguro e tranquilo, o Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba (CBMPB) empregou seus militares, de modo a prestarem apoio à Polícia Militar bem como a reforçar o serviço operacional nos três Comandos Regionais do CBMPB. Os trabalhos da corporação iniciaram antecipadamente, através do apoio logístico, realização de vistorias e fiscalizações dos locais apontados pelo Tribunal Regional Eleitoral, até a realização de instruções de prevenção para mesários.

Durante o período do pleito eleitoral, o Corpo de Bombeiros deixou à disposição da PMPB um efetivo de 156 homens e mulheres, que foram distribuídos por todo Estado, na função de guarda de urna e apoio. Este ano uma integração ainda maior entre o CBMPB e os demais órgãos atuantes foi consolidada.  Todos os comandos regionais reforçaram sua atuação durante este período e os serviços de Combate a Incêndio, Guarda Vidas, Busca e Salvamento e de Mergulho tiveram seus empregos reforçados em todo o Estado.

Bruno e Romero anunciam comissão de transição em CG; confira os nomes

0

O prefeito eleito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima (PSD), e o prefeito Romero Rodrigues (PSD), anunciaram, na tarde desta quinta-feira (26), os nomes que irão compor a comissão de transição na administração municipal.

A equipe, formada por alguns dos atuais auxiliares da gestão Romero e por nomes que deverão ocupar espaços no governo de Bruno Cunha Lima, irá fazer uma análise nas contas, programas e ações em andamento da prefeitura.

A equipe será formada pelo advogado e atual secretário de Esportes do município, Asfora Neto; o advogado e ex-secretário de Educação do Esado, Harrison Targino; o atual presidente do Ipsem, Antônio Hermano; o atual secretário de Planejamento do município, Diogo Flávio; o ex-secretário de Planejamento do Estado, Gustavo Nogueira; o empresário Gustavo Braga; a advogada Larissa Almeida; a advogada Mariana Teles e o atual chefe da Controladoria do município, Ricardo Wagner. Outros secretários municipais também deverão colaborar com o processo de transição.

Até janeiro, quando iniciará a nova gestão, várias reuniões serão feitas. Por serem aliados, a tendência é que Bruno e Romero não tenham maiores dificuldades na transição em Campina. As informações são do Jornal da Paraíba.

Bolsonaro abre mão de depor e pede que PF conclua inquérito sobre interferência

0

O presidente Jair Bolsonaro abriu mão de prestar depoimento à Polícia Federal no inquérito que apura suposta tentativa de interferência na autonomia da corporação.

A decisão foi informada ao Supremo Tribunal Federal (STF) pela Advocacia-Geral da União (AGU) nesta quinta-feira (26). O inquérito está paralisado desde 17 de setembro em razão da indefinição sobre o depoimento do presidente da República.

No documento, a AGU informa ao STF o desejo de “declinar do meio de defesa que lhe foi oportunizado unicamente por meio presencial no referido despacho”, em referência ao depoimento. O governo tentava autorização para que Bolsonaro pudesse apresentar depoimento por escrito, em vez de comparecer presencialmente.

A AGU diz ainda que “roga pronto encaminhamento dos autos à Polícia Federal para elaboração de relatório final a ser submetido, ato contínuo, ainda dentro da prorrogação em curso, ao Ministério Público Federal”.

O pedido da AGU será analisado pelo ministro Alexandre de Moraes, relator do caso desde outubro. Como investigado, Bolsonaro tem a prerrogativa de permanecer em silêncio.

Mesmo se a Polícia Federal marcar data para o depoimento, Bolsonaro pode faltar ao compromisso sem ser punido. Em 2018, o STF proibiu a chamada “condução coercitiva”, quando o investigado ou réu era obrigado a depor.

A oitiva do presidente é apontada como uma das últimas medidas para o desfecho das investigações.

A abertura do inquérito foi autorizada no final de abril e tem como base a denúncia feita pelo ex-ministro da Justiça Sergio Moro, que pediu demissão alegando suposta tentativa de Bolsonaro de interferir na Polícia Federal para proteger familiares e aliados.

Depoimento presencial

Então relator do caso no STF, o ministro Celso de Mello determinou em 11 de setembro que o presidente Jair Bolsonaro prestasse depoimento presencial no inquérito sobre suposta interferência na PF.

O ministro também negou que as respostas fossem apresentadas por escrito. Como investigado, Bolsonaro teria de comparecer ao agendamento da Polícia Federal – mas teria o direito de permanecer em silêncio.

O relator determinou, ainda, que a defesa de Moro poderia acompanhar o interrogatório e fazer perguntas ao presidente. A AGU recorreu e, em plenário, o julgamento foi aberto apenas para o voto do próprio ministro Celso de Mello, que se aposentou na semana seguinte.

Do G1.

Paraíba registra 763 novos infectados pela Covid-19, nesta quinta-feira

0

Mais 763 novos casos confirmados são registrados na Paraíba, nesta quinta-feira (26). Com os números atualizados de hoje, o estado passa a ter 144.378 paraibanos que contraíram o vírus desde o início da pandemia.

Desde a última atualização, mais oito óbitos foram confirmados, cinco deles ocorreram nas últimas 24 horas. Atualmente o estado contabiliza tem 3.276 mortos pelo vírus.

Confira o boletim na íntegra

Governo da Paraíba
Secretaria de Estado da Saúde
Atualização Covid-19 |26/11/2020

Paraíba registra 763 novos casos de Covid-19 e 08 óbitos nesta quinta-feira

Casos Confirmados: 144.378
Casos Descartados: 196.700
Óbitos confirmados: 3.276
Casos recuperados: 114.202

Nesta quinta, 26 de novembro, a Paraíba registrou 763 novos casos de Covid-19 e 08 óbitos confirmados desde a última atualização, 05 deles nas últimas 24h. Até o momento, 144.378 pessoas já contraíram a doença, 114.202 já se recuperaram e 3.276, infelizmente, faleceram. Até o momento, 457.004 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados.

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 49%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 57%. Em Campina Grande estão ocupados 42% dos leitos de UTI adulto e no sertão 57% dos leitos de UTI para adultos.

Os casos confirmados estão distribuídos por todos os 223 municípios paraibanos. A diferença de casos de ontem para hoje é de 763, nos quais 10 municípios concentram 473 casos, o que representa 62% dos casos em toda a Paraíba. São eles:

João Pessoa, com 171 novos casos, totalizando 36.551; Patos, com 127 novos casos, totalizando 5.680; Bayeux, com 33 novos casos, totalizando 2.500; Campina Grande, com 30 novos casos, totalizando 14.359; Guarabira, com 22 novos casos, totalizando 4.833; Brejo do Cruz, com 19 novos casos, totalizando 657; Jericó, com 19 novos casos, totalizando 119; Conceição, com 18 novos casos, totalizando 732; Rio Tinto, com 18 casos novos, totalizando 1.409; Imaculada, com 16 novos casos, totalizando 139.

* Dados oficiais preliminares (fonte: e-sus VE, Sivep Gripe e SIM) extraídos às 10h do dia 26/11, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

Continuar Cuidando: Até o dia 25/11 foram entrevistados e testados 4.880 paraibanos, em residências distribuídas por 88 cidades.

Até hoje, 182 cidades registraram óbitos por Covid-19. Os 08 óbitos registrados nesta quinta ocorreram em residentes de 08 municípios, entre 12 de junho e 23 de novembro, cinco deles nas últimas 24 horas. Os pacientes tinham idade entre 55 e 89 anos. Diabetes foi a comorbidade mais freqüente. Dos locais, um ocorreu em hospital privado e os demais em hospitais públicos.

Homem, 89 anos, residente em Mamanguape. Portador de doença respiratória. Início dos sintomas 16/11/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 25/11/2020.

Homem, 71 anos, residente em João Pessoa. Hipertenso, diabético e cardiopata. Início dos sintomas 07/11/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 25/11/2020.

Mulher, 68 anos, residente em Esperança. Sem comorbidade. Início dos sintomas 20/10/2020. Foi a óbito em hospital privado no dia 25/11/2020.

Homem, 60 anos, residente em Cabedelo. Diabético. Início dos sintomas 14/11/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 25/11/2020.

Mulher, 59 anos, residente em Belém. Portadora de neoplasia. Início dos sintomas 19/11/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 25/11/2020.

Mulher, 88 anos, residente em Cajazeiras. Diabética, cardiopata e portadora de doença neurológica. Início dos sintomas 21/10/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 22/11/2020.

Homem, 55 anos, residente em São José de Piranhas. Diabético. Início dos sintomas 28/10/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 16/11/2020.

Mulher, 76 anos, residente em Teixeira. Hipertensa e cardiopata. Início dos sintomas 04/06/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 12/06/2020.

Os dados epidemiológicos com informações sobre todos os municípios e ocupação de leitos estão disponíveis em: www.paraiba.pb.gov.br/coronavirus

- Publicidade -

Últimas

- Publicidade -