Oposição propõe voto de solidariedade a jornalista barrado por Cartaxo

0

O vereador Bruno Farias, líder da bancada de oposição na Câmara Municipal de João Pessoa, anunciou, nesta quarta-feira (24), que estará protocolando nas próximas horas um voto de solidariedade ao jornalista Judivan Gomes, da Rádio Tabajara, que ontem (23) foi impedido pelo secretário de Comunicação da Prefeitura da Capital, Josival Pereira, de participar de uma entrevista coletiva concedida pelo prefeito Luciano Cartaxo (PSD) na sede da PMJP.

“Em nome da bancada de oposição, quero hipotecar nossa irrestrita solidariedade ao jornalista Judivan Gomes, que acabou sendo mais uma vítima da arrogância do prefeito Luciano Cartaxo. Estaremos apresentando um voto de solidariedade para mostrar ao prefeito a indignação da nossa bancada e da população de João Pessoa”, disse o líder da oposição.

Na manhã desta quarta, o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado da Paraíba e a Associação Paraibana de Imprensa divulgaram notas repudiando a atitude prefeito Luciano Cartaxo (PSD).

Para o Sindicato, o fato de Cartaxo ter impedido a entrada do jornalista feriu o direito constitucional de liberdade de imprensa e tornou a coletiva de imprensa seletiva, escolhendo os veículos de comunicação que poderiam participar.

Já a API tachou a atitude do prefeito de “grosseira” e “deselegante”. Na nota, a entidade ainda salientou que espera que o fato não se torne rotineiro e que o respeito à liberdade de expressão continue sendo respeitado.

Relembre o caso

O secretário de Comunicação da Prefeitura de João Pessoa, Josival Pereira, barrou o jornalista Judivan Gomes de participar de uma entrevista coletiva com o prefeito Luciano Cartaxo (PSD) nesta terça-feira (23). A conversa dos dois foi registra em áudio e foi ao ar em um programa de rádio da Capital.

“Qualquer pessoa tem o direito de escolher a quem concede entrevista”. “Você não vai entrar na sala”. Essas foram duas das frases que o secretário disse ao jornalista. Por sua vez, Judivan Gomes rebateu o auxiliar de Luciano Cartaxo, afirmando que o prefeito tem o direito de não responder à sua pergunta, mas ele tem o direito de perguntar. “Assim é uma ditadura”, resumiu o repórter da Rádio Tabajara.

Ouça abaixo a discussão entre Josival e Judivan.

 

Comente

Camara Municipal

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here