Vital garante que apoio do PMDB a Ricardo visa fortalecer eleição de Dilma

    0

    Ao anunciar o apoio do PMDB à reeleição do governador Ricardo Coutinho (PSB), no segundo turno das eleições, o senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), garantiu que a aliança com o socialista visa fortalecer a candidatura da presidente Dilma Rousseff (PT) na Paraíba. Vital enfatizou que o apoio à reeleição de Ricardo, visou unicamente o bem na do Estado, sendo firmada em prol do fortalecimento de Dilma.

    Em ato realizado em prol de Dilma na noite de ontem (08), na cada de shows Forrock na capital paraibana, que reuniu segundo cálculo dos organizadores, cerca de 15 mil pessoas, Vital lembrou que o seu Programa de Governo que será incorporado pelo governador Ricardo Coutinho em base sólidas para garantir a Paraíba a retomada do desenvolvimento. O peemedebista como o senador eleito José Maranhão se mostraram gratos ainda pelos avanços sociais durante o governo o ex-presidente Lula e mantidos por Dilma, do qual pediram aos paraibanos para votarem pelo desenvolvimento da PB e do Brasil. “Eu fui o grande protagonista da presidente Dilma na Paraíba. Usei toda a minha força para dizer o que foi feito no Estado com o seu governo.”

    Vital disse que estava feliz e reassumiu o compromisso de continuar trabalhando com mais energia pelo bem da Paraíba. Ele também fez um balanço da campanha e enfatizou que o PMDB saiu fortalecido do pleito, visto que conseguiu eleger um senador, três deputados federais e quatro estaduais, se mantendo como o maior partido do Estado com bancadas sólidas na Câmara Federal e na Assembleia Legislativa.

    “A Paraíba elegeu no primeiro turno a minha candidata Dilma com o segundo maior percentual do Brasil. Tivemos uma missão quase cumprida, pois tivemos o segundo turno e convoco a militância peemedebista para ir as ruas renovar os mandatos de Ricardo e Dilma”, afirmou.

    ‘Vim para apoiar Ricardo Coutinho e receber seu apoio’, declara Dilma sobre visita a João Pessoa. Dilma centrou o discurso nos comparativos do governo petista com o tucano, que antecedeu os quase 12 anos da atual gestão. Ela também criticou o discurso separatista entre o Sul e o Sudeste rico e o Norte e o Nordeste pobre, que, segundo ela, permeiam os argumentos dos defensores da candidatura do senador Aécio Neves (PSDB). “O Brasil sem o Nordeste não é o Brasil”, disse.

    Dilma também aproveitou para dizer que a taxa de juros e o desemprego foram muito menores durante os anos de governo petista. De João Pessoa, Dilma seguiu em direção à Bahia, acompanhado do atual governador daquele estado, Jacques Wagner, que também veio à Paraíba.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]