Carlos Aranha fala sobre quebra de padrões na APL e explica inspiração para sua obra

    2

    Quem, no mundo do Jornalismo ou da Artes de João Pessoa, nunca ouviu falar em Carlos Aranha? Ele é compositor, cantor, jornalista, escritor, e para muitos, uma lenda viva. Atualmente, escreve para o jornal A União, na coluna ‘Essas Coisas’, de terça a domingo.

    Muitas são as histórias sobre ele. Dizem que ele foi do movimento tropicalista, que teve como principais ícones Caetano Veloso e Gilberto Gil; dizem que ele fez performances anárquicas e de vanguarda; dizem ainda que seu primeiro livro é inspirado em Augusto dos Anjos… Dizem e é verdade.

    Ele nos conta essas e outras coisas em nossa série de reportagens “Carlos Aranha: mito rebelionário”. Neste primeiro episódio, saiba como Aranha conseguiu ser eleito imortal na Academia Paraibana de Letras (APL) sem tem escrito um livro à época e que, somente após o título, é que apostou em seus estalos criativos e poéticos e lançou o ‘Nós An Insight’.

     

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here