O vereador Marcos Henriques esteve participando de uma reunião realizada na noite desta última terça feira (4) no Espaço Cultural José Lins do Rego, a qual reuniu dezenas de artistas, acadêmicos e políticos com a finalidade de discutir o forró enquanto patrimônio cultural do povo nordestino.

A iniciativa que visa defender o fortalecimento do forró já vem sendo organizada a partir de reuniões de um fórum organizado pela sociedade civil com este objetivo, mas que recentemente ganhou força com o formato do último São João de Campina Grande, quando se percebeu que a programação do evento campinense foi dominado por expressões culturais que não pertencem ao nordeste, descaracterizando o maior evento nordestino.

Também estiveram presentes no eventos grandes expressões da música regional, a exemplo dos cantores Flávio José, Tom Oliveira, Adeildo Vieira e Beto Brito. Os artistas presentes, representantes de trios de forró, cantores e compositores, fizeram fortes críticas à descaracterização das festas juninas em toda a região e pediram ações de fomento e fortalecimento à cultura tipicamente nordestina.

Na ocasião o vereador Marcos Henriques defendeu a realização de um grande evento, com a participação de artistas, gestores e estudiosos para discutirem formas de valorizar e fortalecer a cultura nordestina.

Também estiveram participando da atividade os deputados estaduais Anísio Maia e Estela Bezerra, além da vereadora Sandra Marrocos e do secretário estadual de cultura Lau Siqueira, os quais também se comprometeram com o apoio ao movimento de resistência cultural que se organiza a partir desse debate.

Além da descaracterização do São João, o evento também abordou outros fenômenos que concorrem para desvalorizar a cultura nordestina, a exemplo da falta de políticas públicas, a ausência de conteúdos típicos no ensino público e a discriminação dos artistas locais nos eventos custeados com dinheiro público.

Durante a reunião o vereador Marcos Henriques também divulgou dois projetos de lei de sua autoria que se aprovados deverão contribuir com a valorização da cultura local, tendo em vista que um fixa o calendário permanente de cultura popular da cidade de João Pessoa e o outro determina ao Poder Executivo que apresente, com antecedência, em Audiência Pública, o planejamento dos eventos de grande porte a serem fomentados com recursos públicos. De acordo com o vereador ações como estas são importantes, pois o que está em jogo é a identidade cultural de nosso povo.

Ao final da reunião foi formada uma comissão de trabalho com o objetivo de discutir e apresentar uma proposta descrevendo o formato de um evento de abrangência nacional, a ser realizado no mês de novembro, que terá a finalidade de aprofundar a referida temática.

A expectativa do fórum é de o evento reúna artistas de todos os estados nordestinos, além de gestores públicos, produtores culturais, estudantes e estudiosos do brasil e de outros países. Além disso será realizada uma Audiência Pública na Câmara Municipal de João Pessoa sobre o mesmo assunto em parceria com a vereadora Sandra Marrocos.

Comente

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here