Vereador diz sofrer “extorsão pública” e não vai renunciar vice-presidência da CMJP

0

O vereador Lucas de Brito (PSL) disse nesta quarta-feira (4) que não entregar o cargo de vice-presidente da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) e que não vai aceitar a “extorsão pública” que está sofrendo pelos vereadores da oposição.

Lucas garante que não foi eleito para a Mesa da CMJP por conta de um acordo com a oposição, mas por conta de uma articulação feita com o atual presidente Marcus Vinícius (PSDB), que o fez desistir da candidatura para assumir a cadeira de vice.

Vereadores da oposição já garantiram que vão se reunir ainda nesta quarta para discutir o posicionamento de Lucas, já que o cargo de vice-presidente na chapa eleita do presidente Marcos Vinicius (PSDB) foi uma escolha da oposição, que se uniu com o tucano com o objetivo de derrotar o vereador Durval Ferreira (PP).

Em entrevista ao Paraíba Já, os vereadores Leo Bezerra (PSB), Eduardo Carneiro (PRTB) e Sandra Marrocos (PSB) ressaltaram que o mais coerente seria Lucas renunciar ao cargo.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here