Vereador diz que desvio de recursos na obra da Lagoa é um “cadáver que fede”

0

O vereador Bruno Farias (PPS) repercutiu a reportagem do Paraíba Já, que traz a resposta da Controladoria Geral da União (CGU) na Paraíba, sobre as críticas feitas pelos aliados do prefeito Luciano Cartaxo (PSD), sobre o relatório de fiscalização da obra de revitalização do Parque Solon de Lucena (Lagoa), divulgado no final do ano passado. No relatório, a CGU constatou um desvio de aproximadamente R$ 10 milhões de reais na obra.

“É necessário que a CPI da Lagoa seja instalada na nossa cidade. Na última segunda,  numa tumultuada sessão, nós assistimos a Prefeitura de João Pessoa, com todo o seu staff tetando desfazer, ponto por ponto, o relatório da CGU. E a PMJP demonstrou a preocupação com as denúncias de irregularidades ali apontadas. Trouxe um ofício da Caixa Econômica Federal para tentar fazer uma cortina de fumaça sobre as graves irregularidades existentes na obra da Lagoa. E tentou de maneira vã sepultar a CPI da Lagoa. Tentou, de maneira escancarada fabricar uma resposta para tentar iludir a população, tentou sepultar o cadáver. Mas é preciso dizer que não houve sepultamento de cadáver. Apenas iniciou a exumação de um cadáver que fede. Estamos apenas no início. E isso se verifica de maneira muito clara, na entrevista que foi feita pelo chefe da CGU ao portal Paraíba Já”, declarou.

 

 

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here