Vereador de JP lembra golpe de 64 e rechaça pedido de impeachment de Dilma

0

O músico e vereador de João Pessoa, Eduardo Fuba (PT), comentou, em entrevista ao Paraíba Já, durante a manifestação contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) e em favor da democracia, realizada nesta quinta-feira (31), no Ponto de Cem Réis, Centro da capita paraibana, sobre a experiência de estar participando do ato, no dia em que a se ‘celebra’ os 52 anos do Golpe Militar, ocorrido em 1964.

Fuba destacou a importância histórica da data e afirmou que a classe artística do país tem tomando posicionamentos mais claros acerca do atual momento da política brasileira. “Hoje é um dia histórico, um dia em que, há 52 anos, teve a participação dos artistas, ao meu ver é motivo de grandes informações. Isso está acontecendo em todo o Brasil hoje, os artistas estavam omissos, mas agora estão começando a se posicionar. Está sendo bom para o país o que está acontecendo”, disse Fuba

“O impeachment é atual, está dentro da Constituição, mas não existe nenhum embasamento político para tal, o que se vê é uma manobra feita pela direita, feita por setores judiciários, algumas instituições, que são aquelas mesmas que participaram do golpe de 64. Então, a gente não pode permitir que essa conquista, lutada por tantos anos, que é a democracia, seja destruída por esses que estão aí. Acho que esse ato é simbólico, traz artistas, traz a sociedade, formadores de opinião, e acho que estão começando a perceber isso”, completou o petista.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here