Bruno Farias sai em defesa de Ricardo e cobra de Michel Temer respeito à Paraíba

0

O vereador pessoense Bruno Farias (PPS) desabafou, nas redes sociais, a respeito da negativa do presidente Michel Temer (PMDB) em receber o governador Ricardo Coutinho (PSB), para tratar de assuntos de interesse da Paraíba, alegando falta de agenda.

O parlamentar sentiu extremamente ofendido e indignado diante da hostilidade e do tratamento da mais absoluta indiferença do presidente da República com a Paraíba e com os paraibanos. “Todos sabem que Ricardo Coutinho, desde o início, foi contra o impeachment de Dilma, mas retaliar o nosso Estado em razão das posturas políticas de seu governante, é um insulto contra o qual não podemos silenciar”.

Em seu relato o vereador afirma que o presidente da República, como magistrado supremo da Nação, não pode penalizar um Estado pequeno como a Paraíba por disputas políticas paroquiais. “Fragilizar, num momento de dificuldades econômicas, o povo paraibano, além de constituir uma grande insensibilidade, revela uma mesquinharia política que não cabe no figurino da Presidência da República”, afirmou.

“Aliados ou não do Governador Ricardo Coutinho, partidários ou não do Presidente Temer, os paraibanos não podem admitir tamanha desfaçatez com os interesses de nosso Estado. Esse dever e, principalmente, esse sentimento de paraibanidade são obrigação de quem ama essa terra de uma gente tão brava e tão destemida”, desabafou Bruno.

O vereador ainda questiona que agenda tão importante é esse que está acima de um Ente Federativo? “Que agenda tão cheia é essa que, ontem (2), segundo site oficial da Presidência República, não continha compromissos oficiais? Que agenda tão concorrida é essa que, segundo o site da Presidência da República, tem como último compromisso no dia de hoje (3), uma reunião sobre “MARIANA”, às 16:30? Será que não havia espaço para a Paraíba no dia ontem, mesmo sendo feriado, ou hoje à noite, após a reunião sobre o desastre de MARIANA? Falta espaço mesmo na agenda ou está sobrando má vontade com a Paraíba, Senhor Presidente Michel Temer?”

Bruno finaliza repudiando, om veemência, toda e qualquer tentativa de diminuir a Paraíba e os paraibanos. “Todos os nossos representantes políticos, independentemente de cor partidária e tendência ideológica, deveriam se unir em torno de nosso Estado, exigindo de Sua Excelência o presidente da República o respeito que merecemos”, convoca.

Leia abaixo texto completo publicado por Bruno nas redes sociais:

ALTO LÁ, A PARAÍBA MERECE RESPEITO!!!

“Minha Pátria antes de mais nada, certa ou errada”. Com essa frase, o ex Primeiro-Ministro do Reino Unido, Winston Churchill, colocou o seu País como o centro do universo de sua vida.

Assim como Churchill, os meus sentimentos gravitam em torno do centro do universo de minha vida: a Paraíba!

Certa ou errada, antes de mais nada, estou com a Paraíba!!!

Assistindo à toda essa repercussão sobre a tentativa de uma audiência do Governador Ricardo Coutinho com o Presidente Michel Temer, para tratar de assuntos de interesse de nosso Estado, eu me senti extremamente ofendido e indignado diante da hostilidade e do tratamento da mais absoluta indiferença do Presidente da República com a Paraíba e com os paraibanos.

Da tribuna da Câmara Municipal, conforme noticiado pela imprensa, e por entender que Dilma Roussef praticara crime de responsabilidade, dei vazão às vozes das ruas, convocando, por mais de uma vez, a população pessoense para participar das manifestações em favor do impeachment. De verde e amarelo, estive presente nesses eventos, defendendo o cumprimento da Constituição Federal, apoiando a Operação Lava-Jato e lutando por ética, decência, honestidade e moralidade na vida pública de nosso País.

Creio que o Congresso Nacional, no uso de suas atribuições e prerrogativas, cumpriu as determinações constitucionais e, respeitando o devido processo legal, corretamente afastou a ex-Presidente Dilma Rousseff.

A consciência de cidadania não me acusa de faltoso no cumprimento de meus deveres cívicos. Não advogo a tese de golpismo nem engrosso o coro do “Fora Temer”, por entender que a ordem jurídica foi preservada e por ter a convicção de que, como deve ser nos Estados Democráticos de Direito, prevaleceu a supremacia da Constituição.

O meu partido, o PPS, em todo o processo do impeachment, não hesitou um instante sequer, e fez trincheira na defesa de nossa Carta Magna, posicionando-se favorável ao impedimento de Dilma.

Diante da crise econômico-financeira por que passa o Brasil, vejo como necessárias as duras medidas de ajuste fiscal, de controle de gastos e de racionalização dos investimentos por parte do Governo Federal. No atual estágio de desmantelo das contas públicas, a austeridade fiscal, o controle orçamentário, o combate à corrupção, o planejamento administrativo e a correta escolha de prioridades da gestão são os fundamentos essenciais para retomarmos o progresso e o desenvolvimento.

Tudo isso, contudo, não é maior do que o meu sentimento de paraibanidade!!!

A Paraíba fala mais alto do que todos os meus posicionamentos políticos!!!

Fiquei perplexo diante do desdém do Presidente da República com toda a Paraíba, porque recusar receber o Governador do Estado é desdenhar do nosso próprio povo.

Todos sabem que Ricardo Coutinho, desde o início, foi contra o impeachment de Dilma, mas retaliar o nosso Estado em razão das posturas políticas de seu governante, é um insulto contra o qual não podemos silenciar.

O Presidente da República, como magistrado supremo da Nação, não pode penalizar um Estado pequeno como o nosso por disputas políticas paroquiais. Fragilizar, num momento de dificuldades econômicas, o povo paraibano, além de constituir uma grande insensibilidade, revela uma mesquinharia política que não cabe no figurino da Presidência da República.

Aliados ou não do Governador Ricardo Coutinho, partidários ou não do Presidente Temer, os paraibanos não podem admitir tamanha desfaçatez com os interesses de nosso Estado. Esse dever e, principalmente, esse sentimento de paraibanidade são obrigação de quem ama essa terra de uma gente tão brava e tão destemida.

A Paraíba é pequenina, sim, Presidente Michel Temer, mas sempre se agiganta quando colocada na berlinda dos acontecimentos históricos. Somos um Estado pobre, sim, Presidente Michel Temer, mas somos insubmissos e não nos acovardamos diante dos caprichos de quem quer que seja.

O preto e o vermelho de nossa bandeira não estão lá à toa; estão lá para que recordemos dos sacrifícios de nossos heróis e das conquistas que alcançamos; estão lá para fazermos memória de nossa história; estão lá para que, sempre que necessário, recorramos ao espírito de luta de nosso povo guerreiro.

Alegar falta de agenda para tratar de assuntos urgentes da Paraíba é utilizar a velha política da perseguição, do boicote e do açoite.

À propósito, que agenda tão importante é esse que está acima de um Ente Federativo? Que agenda tão cheia é essa que, ontem, dia 02/11, segundo site oficial da Presidência República, não continha compromissos oficiais? Que agenda tão concorrida é essa que, segundo o site da Presidência da República, tem como último compromisso no dia de hoje (03/11/2016), uma reunião sobre “MARIANA”, às 16:30? Será que não havia espaço para a Paraíba no dia ontem, mesmo sendo feriado, ou hoje à noite, após a reunião sobre o desastre de MARIANA? Falta espaço mesmo na agenda ou está sobrando má vontade com a Paraíba, Senhor Presidente Michel Temer?

A verdade é que, nos dias atuais, não podemos aceitar que as diferenças políticas quebrem a institucionalidade. A divergência na política, razão de ser da própria democracia, não pode ser vista como uma briga de comadres, de modo que o beicinho ou a cara emburrada sejam empecilhos para a construção de consensos ou para a viabilização de parcerias entre Estados e a União.

Repudio com veemência toda e qualquer tentativa de diminuir a Paraíba e os paraibanos. Todos os nossos representantes políticos, independentemente de cor partidária e tendência ideológica, deveriam se unir em torno de nosso Estado, exigindo de Sua Excelência o Presidente da República o respeito que merecemos.

O Governador Ricardo Coutinho tem total liberdade de fazer as suas escolhas políticas e Presidente da República nenhum, contrariado pelas escolhas do Governador, pode desmerecer o nosso povo e retaliar o nosso Estado.

Presidente Michel Temer, alto lá, A PARAÍBA MERECE RESPEITO!!!

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here