Vereador alega que auxiliar de Berg entregou cargo por não ter autonomia

0

Vereador alega que auxiliar de Berg entregou cargo por não ter autonomiaO vereador de Bayeux, Adriano Martins (PMDB), apontou os motivos que levaram o secretário de Saúde, Jordane Reis, pedir para sair da gestão do prefeito Berg Lima (Podemos).

De acordo com o vereador, o agora ex-secretário sofria constante pressão do Executivo, sem autonomia nem mesmo para coordenar os processos licitatórios de sua pasta, que fica a cargo do secretário de administração Caio Cabral.

Adriano ainda ressaltou que , por conta disso, Jordane se negava assinar contratos de licitações que ele considerava indevidas. Ele ainda relembrou que tais insatisfações já foram expostas recentemente durante uma sessão na Câmara de Vereadores, onde Jordane teria participado para prestar contas sobre as ações da secretaria.

“Quando ele foi sabatinado na Câmara, ele admitiu que não participava das licitações e não tinha formado comissão de licitação, que a folha de pessoal estava estourada e que não tinha autonomia. Nâo posso afirmar com exatidão, mas estes são fortes indícios que poderiam justificar a saída deste secretário”, declarou, em entrevista ao Paraíba Já, na tarde desta quarta-feira (24).

Jordane teria entregue a carta de exoneração na última segunda-feira (22). A Prefeitura de Bayeux, em nota, informou que a adjunta, Haline Leite Dantas Coelho, assume interinamente o cargo.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here