Vasco busca feito inédito para evitar sua terceira queda para Série B

    0

    O desafio é gigantesco. Vencer o Coritiba fora de casa e ainda torcer para que Avaí e Figueirense não superem Corinthians, em São Paulo, e Fluminense, em Florianópolis. Tudo isso simultaneamente, neste domingo (6), a partir das 16h. A tarefa do Vasco para evitar o terceiro rebaixamento desde 2008 é tão grande que jamais foi alcançada no Brasileiro disputado em pontos corridos a partir da edição de 2003.

    Desde 2004, quando os quatro últimos da Série A passaram a ser rebaixados, apenas Goiás e Botafogo conseguiram se salvar na última rodada. Mesmo assim, sem terem necessitado de três resultados combinados, mas de apenas dois.

    Os jogadores estão prontos para fazer história no clube e comemorar o feito como se fosse a conquista da taça. “Vai significar um título para mim. Quando cheguei, diziam que era praticamente impossível. Será algo que ficará marcado na minha carreira, ainda mais aqui no Brasil”, disse Nenê, autor de gols decisivos na reta final, como o de pênalti sobre o Santos, ao site oficial do clube.

    A estratégia do time, ao menos na chegada a Curitiba, surtiu efeito. Para evitar hostilidades, o clube não divulgou o hotel em que se hospedaria, tampouco o horário dos voos de ida e de volta ao Rio. Além disso, decidiu fretar um avião, estratégia que já adotara na viagem a Joinville, para o jogo da 36ª rodada do Brasileiro. A chegada à capital paranaense foi tranquila.

    Na porta do hotel em que está hospedado o time, não havia qualquer torcedor, do Vasco ou do Coritiba. A delegação é bem mais numerosa do que o habitual: além dos jogadores, conta com grande número de dirigentes, sócios e mais de uma dezena de seguranças. Toda a comissão técnica viajou, inclusive integrantes que, normalmente, permanecem no Rio de Janeiro.

    Os cuidados não são só do Vasco. A CBF enviou circular com orientações a árbitros, assistentes e clubes envolvidos nas cinco partidas decisivas da última rodada do Brasileirão – além das três, estão incluídos Goiás x São Paulo e Internacional x Cruzeiro.

    A determinação é que todos os jogos tenham o pontapé inicial ao mesmo tempo, inclusive na volta do intervalo. Assim, se houver atraso em algum desses confrontos, os demais vão ser informados e terão de aguardar. O diretor de competições da entidade, Manoel Flores, garantiu que haverá punições aos clubes que descumprirem as regras.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here