Vacina contra a dengue criada na França mostra mais eficácia em maiores de 9 anos

    0

    Artigo publicado ontem (27) na revista New England Journal of Medicine mostra que a vacina contra a dengue, do laboratório francês Sanofi Pasteur, tem maior eficácia em pessoas maiores de 9 anos. Como o imunizante foi testado em pessoas de até 60 anos, este é o limite da indicação do produto.

    O imunizante, de forma geral, mostrou eficácia de 60,8% contra os quatro sorotipos da doença, taxa de redução de hospitalização de 80,3% e diminuição de 95,5% de casos graves da dengue. Uma vez aprovada, a imunização será feita em três doses, com intervalos de seis meses.

    A vacina aguarda registro da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) desde março, quando a Sanofi entrou com pedido, mas a agência reguladora não deu prazo para o fim da análise do pedido. Segundo Sheila Homsani, diretora médica da Sanofi Pasteur, até o final do ano o laboratório espera conseguir o registro da vacina em 20 países. O levantamento publicado hoje é uma junção dos estudos feitos na América Latina e na Ásia.

    Ela disse que o laboratório analisou a população acima e abaixo de 9 anos e avaliou que a eficácia da vacina, acima dessa faixa de idade, contra os quatro sorotipos foi 66%, a eficácia contra casos graves continua altíssima, de 93%, e a proteção contra hospitalizações fica em 80,8%, “um resultado superbom”, segundo Sheila.

    Nas pesquisas feitas na Ásia, os resultados mostram que a eficácia da vacina entre crianças de 2 a 5 anos é de 33%, considerada baixa pelo laboratório. Na publicação de hoje, a empresa ainda mostrou que houve mais hospitalizações no público asiático com menos de 9 anos. “Vamos avaliar se esses resultados são porque os anticorpos caem mais rápido ou porque o sistema imunológico das crianças ainda é imaturo”, ressalvou ela.

    O valor do produto deve ser determinado pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos, caso o registro seja concedido. O desenvolvimento da vacina durou 20 anos. A Sanofi Pasteur foi o primeiro laboratório do mundo a pedir o registro da vacina.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here