Feriadão da Independência: Unidades de saúde do Estado montam esquema especial

    0

    As unidades de saúde do Estado montaram esquema especial de funcionamento para o feriado de 7 de setembro, dia de comemoração da Independência do Brasil. Segundo a Secretaria de Estado da Saúde (SES), algumas unidades reforçarão as equipes neste período; outras funcionarão em horários especiais ou continuarão trabalhando normalmente.

    A Gerência Executiva de Vigilância em Saúde da SES estará com equipe de sobreaviso para receber possíveis ocorrências sobre notificação de doenças imediatas, que podem ser feitas pelos telefones (083) 3218-7331 / 3218-7317 / 98828-2522 / 0800-281-0023. “O objetivo é manter as ações de vigilância diante de um feriado prolongado”, informou a gerente executiva, Renata Nóbrega.

    O Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, preparou uma estrutura especial para o feriado. Para isso, vai reforçar toda a equipe assistencial da unidade. O quadro terá um aumento de 30% no número de profissionais de plantão.

    De acordo com o diretor técnico da instituição, Edvan Benevides, o Trauma está preparado para o aumento da demanda no feriadão. “Prestaremos o melhor serviço à população que necessite do Hospital, no entanto, aproveitamos para pedir prudência no que diz respeito à mistura álcool e direção”, alertou.

    Já no Hospital General Edson Ramalho, na Capital, a parte de atendimento ambulatorial e consultas fecha na segunda-feira (7). Já a urgência e emergência funcionarão 24 horas, normalmente. “Além da urgência e emergência, a maternidade, laboratórios, raio-x e vários outros setores  funcionarão normalmente”, informou o diretor administrativo, major Pontes.

    O Complexo Hospitalar Clementino Fraga, em João Pessoa, fechará o serviço do ambulatório no feriado. Já o setor hospitalar funcionará normalmente. “Observamos uma redução da procura de usuários em datas como esta. A expectativa é que a demanda volte normalmente na terça-feira (8)”, disse a diretora geral da unidade, Adriana Teixeira.

    A Maternidade Frei Damião, em Cruz das Armas, na Capital, funcionará normalmente durante o feriado. Já a parte administrativa da unidade estará fechada.

    Os postos de coleta de leite das maternidades do Estado estarão abertos durante 24 horas, em todo o feriado. As áreas administrativas e de pasteurização estarão fechadas nos Bancos de Leite. “As mães podem procurar os postos de coleta, seja qual for a dificuldade na amamentação e em qualquer horário e dia, inclusive em feriados como este. Em João Pessoa, atendemos na Maternidade Frei Damião, no Hospital Edson Ramalho e no Hospital Universitário. Temos também parceria com a Unimed, que atende, sem necessidade de plano de saúde, das 7h às 19h”, explicou a diretora administrativa do Banco de Leite Humano Anita Cabral, Érika Marçal.

    O Hemocentro de João Pessoa e de Campina Grande fecharão para doações na segunda-feira (7). O atendimento ao paciente e a distribuição de bolsas de sangue funcionarão 24 horas.

    No Hospital Regional de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga, em Campina Grande, a equipe será a mesma de dias considerados normais, durante 24 horas. “Trabalhamos em esquema especial todo o tempo e estamos sempre preparados para receber a população”, explicou o diretor geral, Geraldo Medeiros.

    O Hospital Regional de Pombal vai funcionar normalmente, durante 24 horas. A equipe de plantão segue com a mesma quantidade de funcionários de dias normais. “Em feriados como este, a cidade fica tranquila e a demanda, geralmente, diminui bastante, mesmo assim, continuaremos em alerta para atender a população”, disse a diretora geral, Ramaiama Kévia.

    Já no Hospital Regional de Sousa Deputado Manoel Gonçalves de Abrantes, a urgência, emergência, UTI’s, maternidade e internações funcionarão durante 24 horas. Na cidade, o feriado é ainda maior em virtude da comemoração da festa da padroeira, na terça-feira (8). “Em todo feriado prolongado, a unidade funciona normalmente porque a procura aumenta em virtude das festas, onde observamos um maior índice de acidentes de carros e motos, além dos casos de embriaguez”, disse a diretora geral, Apoliana Ferreira.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here