“Tucano falar em codificados é o mesmo que Cássio condenar propina

O secretário de Comunicação Institucional do Estado, Luís Tôrres, criticou o líder da bancada de oposição na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Tovar Correia Lima (PSDB), que estava colhendo assinaturas, para implantar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), para investigar uma suposta lista de codificados da Secretaria de Saúde do Estado. “Deputado do PSDB falando em codificados é o mesmo que Cássio condenando quem recebe propina da Odebrechet”, criticou.

PGE alega fraude e quer investigação da polícia

Já o procurador-geral do Estado, Gilberto Carneiro, afirmou que o que foi publicizado sobre supostos codificados na imprensa não correspondem com os dados que foram encaminhados pela Secretaria de Estado da Saúde ao Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB) e que está solicitando que a Secretaria de Estado da Segurança e Defesa Social realize uma investigação, pois, de acordo com ele, é nítida uma manipulação da lista divulgada.

As declarações foram dadas durante coletiva de imprensa, na SES, na manhã da última quinta-feira (25). Para Gilberto, é necessário descobrir quem realizou a manipulação dos dados, mas o que já está claro para a Procuradoria-Geral e todo o Governo do Estado são as motivações da manipulação.

“A intenção foi clara em prejudicar o governo, pois se passou quase um ano para a lista ser divulgada. A lista que está sendo divulgada é fraldada e quem continuar divulgando poderá ser punido judicialmente”, alertou o procurador-geral.

Comente

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here