Secretário diz que não teme CPI da Lagoa e dispara: “a PMJP é totalmente transparente”

2

Após a inspeção da comitiva liderada pelo promotor de Justiça do Meio Ambiente e Patrimônio Social do Ministério Público da Paraíba (MPPB) João Geraldo, na manhã desta sexta-feira (18), o secretário de Infraestrutura de João Pessoa Cássio Andrade, explicou como foi possível fazer o transporte de solo mole retirado do Parque Solon de Lucena (Lagoa) por carros de passeio e motocicletas.

De acordo com ele, os digitadores da Seinfra não compreenderam as caligrafia dos fiscais responsáveis pela obra da Lagoa.

Além disso, ele esclareceu também que esteve à disposição do líder da oposição na Câmara de João Pessoa (CMJP) Renato Martins (PSB) para prestar explicações sobre qualquer dúvida levantada pelo parlamentar na tribuna da Casa de Napoleão Laureano. De acordo com Cássio, o encontro apenas não foi possível porque “a agenda” de Renato não estava disponível.

Ele ressaltou que não tem medo da instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que pretende investigar desvios de recursos de R$ 10 milhões nas obras de revitalização do Parque Solon de Lucena (Lagoa), pois toda o cronograma de atividades executadas foram fiscalizadas pela Caixa.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here