“Modificar a vida do cidadão”. Para o secretário de Recursos Hídricos, João Azevêdo, esse é o papel de uma obra significativa e será o que o sistema adutor TransaParaíba irá fazer por toda população do Curimataú paraibano.

João acredita que, em três anos, a Paraíba terá conquistado sua segurança hídrica e equacionado a distribuição das águas do Rio São Francisco, da mesma forma que conseguiu tirar várias cidades do interior da Paraíba do isolamento, construindo e restaurando rodovias, através do programa Caminhos da Paraíba, criado pelo governador Ricardo Coutinho (PSB), em 2011.

“Uma obra só terá significado se ela modificar a vida do cidadão e essa obra vai alterar a vida de todo o Curimataú. Nós esperamos que dentro de três anos e meio a Paraíba possa ter equacionado a questão da segurança hídrica, pois isso é o que nós vamos buscar e é isso que os paraibanos merecem”, declarou.

As declarações do secretário foram dadas nesta terça-feira (14), na solenidade de assinatura da ordem de serviço, para o início das obras do sistema adutor TransParaíba, em Soledade. A obra será realizada com recursos próprios do Estado e, de acordo com o governador, em sua primeira etapa serão investidos R$ 200 milhões.

Comente

Camara Municipal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here