Toscano diz que autonomia da Defensoria Pública foi prejudicada com vetos

    0

    A deputada estadual Camila Toscano (PSDB) lamentou, nesta quarta-feira (12), a manutenção do veto do governador do Estado, prejudicando a autonomia da Defensoria Pública, bem como o retorno de mais de 500 homens da Polícia Militar ao trabalho e o repasse financeiro que seria feito ao Hospital Napoleão Laureano. Os vetos foram mantidos durante votação no plenário da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) com o voto de 17 deputados ligados ao Governo do Estado.

    “Só temos a lamentar essa manutenção do veto. Vamos continuar na defesa dos interesses do povo da Paraíba aqui na Casa. Foi uma votação apertada onde empatamos em 17 votos, mas infelizmente não conseguimos derrubar o veto. Manterei a mesma postura de oposição ao Governo e defendendo os, como já falei, os interesses dos paraibanos e da Paraíba”, disse a deputada.

    Camila Toscano disse ainda que vai acompanhar junto com os defensores públicos a tramitação de ações na Justiça que pedem a derrubada do veto do governador. Segundo ela, a categoria ficará prejudicada já que o orçamento que foi destinado pelo Governo para este ano, não é o suficiente para manter os trabalhos nos 223 municípios paraibanos e possivelmente não seja suficiente para cumprir a folha de pessoal.

    “Os defensores tem ações na Justiça para derrubar o veto. Vamos aguardar a decisão judicial que acreditamos ser favorável a eles já que a autonomia daquela instituição está prejudicada, está ameaçada. Essa decisão infringe a Constituição Federal e isso não pode acontecer”, disse.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here