Temer não comparece à posse de Lula e Maranhão quer PMDB longe de Dilma

0

O vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB-SP), não compareceu nesta quinta-feira (17) à posse conjunta do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT-SP), como ministro da Casa Civil, do deputado Mauro Lopes (PMDB-MG) na Secretaria de Aviação Civil (SAC) e do novo ministro da Justiça, Eugênio Aragão.

A justificativa dada por assessores de Temer para a ausência do vice-presidente foi que a posse de Mauro Lopes “afronta” a decisão da convenção nacional do PMDB de não assumir novos cargos no governo da presidente Dilma Rousseff (PT) durante o prazo de 30 dias dentro do qual a sigla deve definir o desembarque da gestão petista.

“Avisos reiterados foram enviados ao Palácio, que decidiu ignorá-los”, disse a assessoria do vice-presidente da República, que informou ainda que a partir desta sexta-feira (18), o PMDB irá analisar o processo de expulsão do deputado. Integrantes da cúpula do partido consideraram um desrespeito a decisão da presidente em nomear o deputado.

José Maranhão

Já o senador José Maranhão, presidente estadual do PMDB na Paraíba, defendeu, em entrevista à Rádio CBN, que o partido entregue todos os cargos que possui no governo da presidente Dilma. Para o parlamentar paraibano, a legenda não pode continuar se “contaminando” com os problemas que envolvem a gestão da petista.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here