Temer afirma que será ‘difícil’ Dilma resistir mais três anos com popularidade em baixa

    0

    O vice-presidente Michel Temer (PMDB) declarou que se a presidente Dilma Rousseff (PT) mantiver os atuais índices de popularidade será “difícil” resistir a mais três anos e meio de governo. Ele fez a afirmação na última quinta-feira (03) durante debate em São Paulo com o grupo Política Viva, organização que se autointitula suprapartidária e reúne empresários e estudiosos. Segundo Temer, para melhorar a situação é necessária uma reação da economia, com o apoio dos políticos.

    “Hoje, realmente o índice é muito baixo. Ninguém vai resistir três anos e meio com esse índice baixo. Muitas vezes, se a economia começar a melhorar, se a classe política colaborar, o índice acaba voltando ao patamar razoável. O que nós precisamos não é torcer, é trabalhar para que nós possamos estabilizar essas relações. Se continuar assim, eu vou dizer a você, para continuar 7%, 8% de popularidade, de fato fica difícil passar três anos e meio”, declarou.

    Temer revelou que, na próxima terça-feira, terá um jantar com sete governadores do PMDB, os presidentes da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), para tentar encontrar caminhos para conter a crise.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here