Com espetáculos do Brasil afora inscritos, a organização da primeira edição da Marte (Mostra de Artes Teatrais Integradas) conseguiu os melhores palcos de João Pessoa para os grupos que irão se apresentar. A Mostra já deu o sinal positivo de que o Teatro Santa Roza e os teatros Paulo Pontes e de Arena, localizados no Espaço Cultural, receberão diversos espetáculos entre os dias 7 e 14 de outubro.

 

As três locações somadas podem receber mais de mil espectadores, porém os organizadores não descartam que outros locais possam ser incluídos na programação do próximo mês.

MARTE

Teatro, Dança, oficinas, contação de histórias e performances. Com realização da Associação de Atores Dupla Face de Teatro e patrocínio da Caixa Econômica Federal, de 7 a 14 de outubro, inteiramente gratuito, acontece em João Pessoa a primeira edição da Marte – Mostra de Artes Teatrais Integradas. Seja em teatros, escolas ou nas ruas da cidade, a Marte é um evento que luta pela democratização e valorização das artes teatrais levando-as a todas as esferas da sociedade.

Os selecionados para a Mostra são os potiguares do Grupo Carmin e seu recém-estreado A invenção do Nordeste; e do Coletivo Independente Dependente de Artistas (Cida), com uma residência de três solos: História/Container, Etéreo e (Eu)Fêmea; enquanto Goiás está representado pela Nalini Cia. de Dança, que apresentará sua coreografia Anarthas, assinada por ex-bailarina da Quasar Cia. de Dança; e os paraibanos do Quem Tem Boca é Pra Gritar (Comédia com farinha), do Ser Tão Teatro (Alegria de náufragos), do projeto Corpos de Saias (No mundo da rua), além do grupo Arretados Produções Artísticas (Troca-se histórias por brincadeiras), da Cia. Fuá de Terreiro (Baile muderno) e da Cia. dos Clownssicos (Clownssicos – Uma velha história de amor).

A Marte será dividida em cinco módulos: Teatro para a Infância e Juventude, com apresentações no Parque da Lagoa, com ações voltadas para a contação de histórias, teatro, doações de livros, ações lúdicas e ecológicas; Teatro Adulto, com espetáculos variados, teatro-dança ou performance; Teatro na Escola, com ações de contação de histórias ou teatro de bonecos em dez escolas públicas de João Pessoa; Módulo Saberes da Arte, feita de ações de formação com oficinas e intercâmbio entre os grupos; e Módulo Ciclo de Debates, composto por três temas (Gêneros Dramáticos e Hibridismos Teatrais; Formação de Plateias: Pedagogia do espectador; e Novos Rumos do Teatro para a Infância e Juventude).

Simultaneamente, acontece a Marte Universitária, que tem como objetivo a difusão da produção acadêmica dos cursos de graduação e pós-graduação em Teatro e artes em geral. A mostra é feita das seguintes categorias: Apresentações de Pesquisas; Apresentações/demonstrações Artísticas/Performance Art, Oficinas de processos criativos e treinamento do ator; e publicação de artigos/Revista Marte Universitária.

 

ZÉ CELSO

No ano em que completa 80 anos, o dramaturgo Zé Celso já confirmou presença na Marte. O paulistano é um dos mestres da cena brasileira e participará da programação com o espetáculo ‘Aula-Magna’, que conta sua trajetória e memória artística de forma espontânea e sem roteiro. “O forte de seu trabalho é o espírito dionisíaco do teatro, a festa, a cerimônia, além da provocação filosófica e artística”, explica Nilton Santos, curador e membro do comitê de organização da Marte.

Comente

Camara Municipal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here