Smartphones: conheça 8 dicas para deixar seu Android mais seguro e livre dos hackers

    0

    No momento em que os smartphones são alvos cada vez mais frequentes de hackers, o sistema operacional do Google é citado por especialistas em segurança digital como o mais exposto às ameaças. Grande parte do problema se atribui à popularidade do Android – presente em 91,6% dos smartphones vendidos no Brasil no primeiro semestre de 2014, segundo pesquisa da Nielsen Ibope. Sem contar nas vulnerabilidades do próprio sistema.

    Segundo Fabio Assolini, analista sênior de segurança da empresa de antivírus Kaspersky, todos os sistemas são vulneráveis e possuem falhas de segurança. Mas, segundo ele, quando se fala em número de ataques, o Android lidera o ranking por diversos motivos. “Um deles é o fato de ser aberto, facilitando o desenvolvimento de aplicações maliciosas”, afirmou.

    Ele também cita o domínio do mercado como um grande atrativo para os cibercriminosos, a falta de atualizações do sistema operacional em versões antigas e a ausência de triagem dos aplicativos enviados à loja oficial – a empesa só anunciou o início desse tipo de análise em março deste ano, enquanto alguns concorrentes fazem isso desde a abertura da loja oficial.

    O Google, no entanto, conta com diversas ferramentas para proteger os usuários do sistema Android que, segundo a empresa, dispensam inclusive a necessidade da instalação de antivírus ou qualquer outro software de segurança. Em um guia, desenvolvido pelo engenheiro-chefe de segurança do Android, Adrian Ludwig, são descritas oito formas de “blindar” os smartphones com o sistema operacional do robô contra os tipos mais comuns de ameaças e invasões.

    1. Adicione um bloqueio de tela
    Deixar seu smartphone sem nenhum tipo de bloqueio é um “convite” para bisbilhoteiros, que vão esperar um momento de distração para acessar o conteúdo do dispositivo.

    Para ativar este recurso, basta ir em Configurações > Segurança > Bloqueio de Tela. É possível optar pelas senhas clássicas, por desenho de desbloqueio padrão ou até mesmo pelo reconhecimento facial.

    Smartphones: conheça 8 dicas para deixar seu Android mais seguro e livre dos hackers

    2. Controle seu dispositivo de qualquer lugar
    O Android disponibiliza a função “Gerenciador de Dispositivos” que, além de fornecer a localização de seu smartphone, permite ativar remotamente o aparelho. É possível fazer tocá-lo (recurso útil quando o usuário não lembra aonde colocou o celular), bloqueá-lo ou, em casos de roubo ou furto, apagar todas as informações contidas no dispositivo.

    Para ativar o recurso, vá em “Config. Google”, “Segurança” e ative as opções “Localizar remotamente o dispositivo” e “Permitir bloqueio e limpeza remotos”.

    3. Adicione seus dados à tela de bloqueio
    O sistema operacional da Google possibilita a inclusão de dados de contato (como endereço de e-mail ou um número de telefone que você não se importe em divulgar) na tela de bloqueio. A função pode ser bastante útil caso perca o aparelho para que quem encontrá-lo entre em contato com você para devolvê-lo.

    A opção poder ser ativada em Configurações > Segurança > Dados do proprietário. Aparecerá uma tela na qual você poderá inserir a forma de contato que julgar mais conveniente.

    Smartphones: conheça 8 dicas para deixar seu Android mais seguro e livre dos hackers

    4. Faça backups periódicos dos arquivos armazenados em seu smartphone
    Apesar de ser visto como “perda de tempo”, os backups facilitam –e muito– diante da necessidade da recuperação do conteúdo de um smartphone. Útil principalmente em casos de roubo, perda ou mesmo quebra.

    Usuários Android podem ativar a ferramenta “Backup automático”, que salva automaticamente as fotos e vídeos do dispositivo para a conta Google cadastrada no aparelho. Basta ir em Configurações Google > Backup do Google Fotos e ativar a opção.

    Para salvar documentos, basta fazer o upload dos arquivos no Google Drive. Os arquivos são armazenados em sua conta e só pessoas indicadas por você terão acesso.

    5. Ative o recurso de criptografia
    Ao ativar a criptografia em seu aparelho, você adiciona uma camada de proteção de dados que dificulta o acesso às informações armazenadas em seu smartphone, o que pode ser bem útil em caso de roubo.

    Aparelhos com a versão Android superior a 4.1 podem ativar este recurso indo em Configurações > Segurança > Codificar telefone. O processo leva em torno de uma hora e o aparelho precisa estar com a bateria carregada e conectada a uma fonte de energia.

    Importante: após a critpografia, você precisará digitar uma senha, além do bloqueio de tela, para acessar as informações contidas no dispositivo.

    6. Monitore os aplicativos instalados
    É sempre recomendável dar preferência ao download de aplicativos que estejam no Google Play. Segundo a gigante das buscas, esses apps são submetidos a procedimentos de segurança que garantem que “não irão fazer mal algum ao seu aparelho ou capturar dados confidenciais”. Mas caso você deseje instalar um app de uma fonte externa na qual confie, a dica é não esquecer de ativar os recursos de verificação de aplicativos disponíveis no Android.

    Além de realizar uma varredura no aplicativo durante a instalação, a ferramenta faz um monitoramento contínuo nos conteúdos instalados no dispositivo, avisando caso detecte alguma ameaça. Basta ir em Config. Google > Segurança e ativar a opção “Verificar ameaças à segurança do dispositivo”.

    Smartphones: conheça 8 dicas para deixar seu Android mais seguro e livre dos hackers

    7. Desinstale um aplicativo suspeito
    Caso desconfie que um aplicativo esteja coletando informações pessoais ou danificando seu aparelho, é recomendável desinstalá-lo de seu dispositivo Android. Basta ir em Configurações > Aplicativos, selecionar o app desejado e pressionar o botão “Desinstalar” para removê-lo.

    Smartphones: conheça 8 dicas para deixar seu Android mais seguro e livre dos hackers

    8. Aprenda a acessar o Modo de Segurança
    Caso o seu aparelho não esteja funcionando corretamente, você pode utilizar o modo de segurança para detectar se o problema é causado por um aplicativo ou pelo aparelho. Para acessar o Modo de Segurança, pressione o botão Liga/Desliga > Toque e segure “Desligar” > Toque em OK na caixa de diálogo “Reiniciar no modo de segurança”.

    Se os problemas pararam de ocorrer, reinicie seu dispositivo para sair do modo de segurança e, em seguida, desinstale cada aplicativo baixado recentemente para encontrar qual deles está diminuindo a eficiência do dispositivo.

    O modo de segurança funciona na maioria dos dispositivos Android, incluindo Huawei, LG, HTC, Sony, Motorola e Nexus. Para obter ajuda com outros dispositivos, veja a página de suporte do fabricante. As informações são do UOL.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here