Site nacional do PT volta a atacar o senador Cássio Cunha Lima: “cassado e sem moral”

    5

    O senador Cássio Cunha Lima (PSDB) voltou a ser alvo dos ataques do Partido dos Trabalhadores. Neste final de semana, o site nacional da legenda petista traz extensa reportagem lembrando o processo que culminou com a cassação do parlamentar paraibano na época em que foi governador do Estado.

    “Ele (Cássio) foi cassado. Como pode questionar Dilma se a justiça ainda analisa os fatos? É leviano o ataque da oposição. Não há provas. Eles querem palanque para tentar confundir a cabeça da população”, diz o texto publicado no site do PT. “Falta moral ao senador que já corrompeu pessoas humildes para se eleito”, acrescenta.

    No último dia 3, o site do PT já havia publicado reportagem chamando o senador paraibano de ‘ficha suja’.

    Clique aqui ou leia abaixo a matéria completa publicada no site nacional do PT:

    Site nacional do PT volta a atacar o senador Cássio Cunha Lima: “cassado e sem moral”

    Cassado e ‘sem moral’, Cássio Cunha Lima ‘abraço’ discurso golpista

    O senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), que teve o mandato de governador cassado por compra de votos em 2008, tem mantido a prática de atacar a presidenta Dilma Rousseff, na tentativa de criar fatos políticos. Nesta sexta-feira (10), ao colunista Ilimar Franco, o tucano assumiu a conduta irregular e disse que “por muito menos, foi cassado”.

    Para o sociólogo Alex Macedo, “falta moral” ao senador que já “corrompeu pessoas humildes para se eleito”. Em sua avaliação, o tucano não deveria fazer comparações como tem feito.

    “Ele foi cassado. Como pode questionar Dilma se a justiça ainda analisa os fatos? É leviano o ataque da oposição. Não há provas. Eles querem palanque para tentar confundir a cabeça da população”, afirma.

    Na segunda-feira (6), o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, defendeu o governo das acusações de supostas irregularidades em 2014 e reforçou que as contas estão de “acordo com a lei”.

    “Não vou convencer as pessoas. Vou simplesmente apresentar a verdade: todas as operações que foram feitas estão de acordo com a lei e já foram objeto até de aprovação pelo TCU em exercícios anteriores”, disse Barbosa.

    A presidenta Dilma Rousseff, também comentou sobre os ataques da oposição na quinta-feira (9). E classificou afirmou que a oposição age com “falta de respeito” com os órgãos que apuram o caso.

    “Quem coloca como já tendo tido uma decisão está cometendo um desserviço para a instituição, para o TCU e para o TSE”.

    “O TCU ainda nem deu um parecer definitivo sobre as minhas contas. Eles abriram a possibilidade de nós nos explicarmos, e nós vamos nos explicar bem explicado. A mesma coisa o TSE”, sustentou. “É estranho que prejulguem. Estranho que se trate como se tivesse havido uma decisão, quando não houve decisão alguma”, declarou.

    Segundo o sociólogo Macedo, a direita não tem sido democrática e ainda amarga o sentimento por ter perdido a eleição presidencial.

    “A oposição está pensando nas próximas eleições. Eles aproveitam as investigações que o governo autorizou, a crise econômica que passa o país, apostam para não haver a retomada do crescimento econômico, querem catalisar a opinião pública por meio da grande mídia para tentar tomar o poder nas próximas eleições”, afirma.

    No caso de Cássio Cunha Lima, que já enfrentou cassação por um ato corruptível, o sociólogo destaca que “infelizmente a população tem memória curta”. Em resposta às acusações do tucano contra a presidenta, Macedo relembrou a frase histórica de Luiz Inácio da Silva, de 1993, quando o petista era deputado federal e fez uma análise sobre a oposição presente no Congresso Nacional.

    “Há uma minoria que se preocupa e trabalha pelo país, mas há uma maioria de uns ’300 picaretas’ que defendem apenas seus próprios interesses”, disse Lula, na época.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here