Sindicalista afirma que Cássio reconhece mérito de Ricardo ao propor governo técnico

    0

    O sindicalista Chico do Sintram, presidente regional do PPL, disse nesta terça-feira (26), em João Pessoa, que o candidato do PSDB ao Governo do Estado não pode afirmar que vai fazer uma gestão com técnicos se sua origem política é de oligarquia e do sistema ‘do toma lá da cá’. O dirigente partidário ressaltou que o tucano, ao admitir que vai adotar um ‘governo técnico’, renega suas antigas práticas e, ao mesmo tempo, referenda o que vem sendo feito pelo governador Ricardo Coutinho (PSB), que sua gestão tem priorizado o preenchimento de cargos com pessoas especializadas para cada função.

    “O candidato tucano, que foi formado no meio de práticas antigas na política, que só atende aos interesses de pequenos grupos, agora vem com essa história de que vai fazer um governo novo, somente com técnicos. Isso não tem a menor condição. É mais uma conversa fiada para enganar a população”, enfatizou o sindicalista, que acrescentou: “Ricardo Coutinho é que tem realizado uma administração técnica, com profissionais preparados, em cada área especifica, resultando assim no bom andamento da máquina pública”.

    Chico do Sintram destacou que Ricardo tem enfrentando de forma destemida as oligarquias que, segundo ele, há décadas se sentiam donas da Paraíba. “Graças à gestão de Ricardo, vivemos hoje num Estado em franco desenvolvimento, que não quer mais voltar a conviver com as práticas antirrepublicanas do passado”, destacou.

    O sindicalista lembrou que, nas duas vezes que governou o Estado, Cássio Cunha Lima loteou os cargos públicos com políticos e familiares, se configurando numa das gestões mais desastrosas da história da Paraíba. “No governo do PSDB, pouca coisa funcionava. Os cargos ficaram nas mãos de políticos; foi um verdadeiro caos. Vivemos uma das épocas mais conturbadas da história do nosso Estado”, relatou Chico do Sintram, que também preside a Central Geral dos Trabalhadores do Brasil (CGTB), entidade que congrega mais de 50 sindicatos filiados na Paraíba.

    Ainda de acordo com o sindicalista, a primeira gestão de Cássio foi tão ruim e tão cheia de irregularidades que o candidato tucano precisou recorrer a todo tipo de expediente para se reeleger no pleito de 2006. “A maior prova disso é que a Justiça Eleitoral resolveu cassar o seu mandato pelos crimes que a Paraíba toda conhece. Foram anos difíceis, em que tivemos que assistir, calados, o nosso Estado sendo alvo de notícias negativas na imprensa nacional”, comentou.

    Chico do Sintram lembrou também que, no governo de Cássio, o funcionalismo público estadual realizou várias greves e manifestações, e enfrentou graves problemas para receber seus salários. “Os funcionários do Estado foram obrigados a contrair empréstimos bancários para poder receber seus salários na gestão do senhor Cássio. Sem falar, que praticamente todo mês uma categoria diferente entrava de greve. Só na Educação, foram mais de cinco paralisações”, finalizou.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]