Lira confirma reunião sobre obras do São Francisco para esta quarta

    0

    Presidente da Comissão Temporária para Acompanhamento das Obras da Transposição e Revitalização da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco, o senador Raimundo Lira (PMDB-PB) confirmou que os membros da comissão se reunião nesta quarta-feira (29), para eleger o vice-presidente e analisar o plano de trabalho que será apresentado pelo relator, senador Humberto Costa (PT-PE). Será o primeiro encontro dos senadores após a reinstalação da comissão, proposta pelo senador paraibano.

    A Comissão Especial, implantada pela primeira vez no exercício parlamentar de 2014, tinha como presidente o ex-senador paraibano e hoje Ministro do Tribunal de Contas da União – TCU Vital do Rêgo Filho. Durante dois anos, a comissão fez várias visitas ao canteiro de obras, identificou os principais problemas nas obras e apresentou soluções para acelerar o andamento do projeto.

    Raimundo Lira garantiu que a comissão, em sua nova fase, tem o objetivo de acompanhar o processo de revitalização e as condições de navegabilidade do rio. No texto apresentado na última reunião da comissão, realizada no dia 15 deste mês, o relator destacou também a necessidade de converter o aprendizado acumulado com o acompanhamento do projeto em proposições legislativas que contribuam para uma melhor e mais célere aplicação dos recursos.

    Em recente pronunciamento, Raimundo Lira ressaltou a importância da atuação do Senado na fase final das obras, exercendo sua atribuição de fiscalização. O senador citou números do empreendimento, que classificou como “monumental”: 622 km de obra linear, com construção de quatro túneis, 14 aquedutos, 9 estações de bombeamento e 27 reservatórios, ao custo de R$ 8,2 bilhões.

    Raimundo Lira lembrou que a transposição deve garantir a segurança hídrica de 12 milhões de pessoas, em 390 municípios do agreste e do sertão em Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte. “Trata-se do maior programa de segurança hídrica do Nordeste. A vida do nordestino nunca mais será a mesma depois que as águas captadas do Rio são Francisco estiverem escoando pelos canais construídos. Daí o justificado entusiasmo de todos os que lutam para que essa obra monumental seja concluída”.

    O senador lembrou a importância da obra para o semiárido nordestino, pois vai levar água para consumo humano e animal e para ações que vão alavancar o desenvolvimento sócio econômico do Nordeste, beneficiando diretamente 390 municípios. Quando estiver pronta, a transposição vai beneficiar mais de 12 milhões de nordestinos espalhados pelos estados da Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará e Pernambuco.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here