Secretaria oferece cuidados em Saúde Bucal nas UTIs da Rede Municipal

    0

    “Nunca pensei que tivesse dentista na UTI. A gente lembra logo do médico, do enfermeiro e acaba esquecendo o dentista. Mas pensando bem, da mesma forma que nós, que estamos saudáveis, temos que escovar os dentes todos os dias, quem está internado também precisa desse cuidado. Muito boa essa iniciativa”, relata Maria José Soares, esposa de um paciente do Hospital Municipal Santa Isabel (HMSI).

    E este cuidado tem feito à diferença na recuperação de usuários internados em Unidades de Terapia Intensiva de hospitais da Rede Municipal de Saúde de João Pessoa. Os cirurgiões-dentistas do HMSI, Instituto Cândida Vargas (ICV) e Complexo Hospitalar de Mangabeira Governador Tarcísio Burity (Ortotrauma) visitam diariamente os leitos das UTIs realizando procedimentos de higiene e avaliação da saúde bucal de cada paciente.

    “Pacientes que ficam algum tempo dentro da Unidade de Terapia Intensiva, a partir do segundo dia, já começam a apresentar a boca contaminada por bactérias que produzem, por exemplo, a pneumonia. Os cuidados bucais dos pacientes de UTIs são essenciais para evitar a proliferação de bactérias e fungos, que, além de prejudicar a saúde bucal e o bem-estar do paciente, pode prejudicar outros órgãos e sistemas, agravando o quadro clínico e prolongando a estadia na UTI”, explica o cirurgião-dentista do ICV, Lourival Júnior.

    Há mais de 15 anos, o cirurgião-dentista Carlos Rivas atua na área de odontologia hospitalar. Atualmente ele atende diariamente os pacientes do Hospital Municipal Santa Isabel e é o presidente da Comissão de Odontologia Hospitalar, no Conselho de Regional de Odontologia (CRO) da Paraíba. “João Pessoa foi uma das cidades do Nordeste que saiu na frente com esse cuidado ao paciente. Na Rede Municipal, todo hospital que possui Centros de Terapia Intensiva (CTI), conta com pelo menos um dentista na sua equipe. É um trabalho multiprofissional e em conjunto. Sempre que há a necessidade de uma intervenção odontológica, isso é discutido com todos os profissionais, como os médicos; enfermeiros; nutricionistas, psicólogos, que nos dão um apoio importante no contato com a família, que precisa autorizar alguns procedimentos, como por exemplo, uma extração”, explica Carlos Rivas.

    Ainda de acordo com o cirurgião-dentista, além da higiene oral e dos exames diários, a equipe também realiza um trabalho de conscientização e orientação com as famílias dos pacientes. “Todos nós precisamos manter a cavidade oral o mais limpa possível, mas essa atenção precisa ser muito maior com aqueles que saíram de uma UTI, para não comprometer a saúde geral desse paciente”, complementou o médico.

    Atualmente a Agência Nacional Vigilância Sanitária (Anvisa) recomenda a presença de um dentista nas UTIs, mas existe um projeto de lei, que já foi aprovado no Congresso e está para ser sancionado pela Presidenta Dilma Rouseff, que obriga a presença do profissional em todas as UTIs do Brasil.

    Placa bacteriana – “O biofilme dental, conhecido como placa bacteriana, demora em média 8 horas para se formar e se tornar maduro, a gente se alimentando ou não, ou seja, um biofilme cheio de bactérias pronto para causar uma patologia oral, seja ela uma cárie, inflamação das gengivas, ou as duas ao mesmo tempo. Com o paciente internado acontece a mesma coisa e essas patologias se tornam mais graves, devido à imunidade baixa do usuário. É para evitar estes e outros problemas que a gente escova os dentes várias vezes ao dia, mas quem está na UTI não tem como ter esse cuidado. Por isso, o trabalho dos cirurgiões-dentistas na rede hospitalar é muito importante”, explicou Carlos Rivas.

    Saúde Bucal – A saúde bucal é um serviço especializado que a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) oferece aos moradores da Capital. Para casos de urgências e emergências 24 horas e para atendimento especializado, a Rede Municipal de Saúde conta com quatro Centros de Especialidades Odontológicas (CEO), que ofertam serviços de odontopediatria, cirurgia bucomaxilofacial, endodontia, dentística, radiologia, periodontia, estomatologia, tratamento à pessoa com deficiência, serviços de diagnóstico bucal, realização de biópsias, prótese dentária, entre outros.

    Para ter acesso aos CEOs, o usuário deve ser encaminhado por uma Unidade de Saúde da Família ou, em casos de urgência, procurar espontaneamente o serviço. Os CEOs estão localizados nos centros de atenção integral à saúde (Cais) de Jaguaribe, Mangabeira e Cristo e, também, na Avenida Rui Barbosa, s/n, no antigo Lactário da Torre.

    Em Jaguaribe e Mangabeira, o serviço funciona de segunda a sexta-feira, das 7 às 11h e das 13 às 17h. No bairro do Cristo, o atendimento em dias úteis acontece até às 20h e em sábados e domingos há atendimentos de urgência das 7h às 18h. Já o CEO Torre atende urgências 24 horas por dia.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here