Iniciativa de saúde pública na Paraíba é premiada durante evento nacional

O trabalho ‘Apoio Institucional à Gestão: ferramenta facilitadora para os instrumentos de planejamento no SUS’ foi classificado como a melhor experiência na categoria ‘Planejamento Local do SUS’

0

O trabalho ‘Apoio Institucional à Gestão: ferramenta facilitadora para os instrumentos de planejamento no SUS’ foi classificado como a melhor experiência na categoria ‘Planejamento Local do SUS’ e premiado como a melhor experiência, escolhida no voto popular, durante o 33º Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde, realizado em Brasília.

O trabalho foi elaborado pela apoiadora institucional Christianne Urtiga Rocha, que atua na 7ª Região de Saúde, em Piancó, com o objetivo de orientar os municípios para que façam seus planos de saúde com base na necessidade da população, levando em consideração os problemas comuns na região. Os municípios terão até o final deste ano para elaborarem seus planos de saúde 2018/2021.

“Esta ferramenta contribuiu para a constituição e o fortalecimento das equipes gestoras, a partir da prática, reflexão dos conteúdos essenciais para os instrumentos de planejamento do SUS, inerentes à gestão municipal e regional. Como resultado, os gestores municipais buscaram adequar seus planos municipais à portaria 2.135, de 25 de setembro de 2013”, disse a apoiadora.

Christianne explicou que o trabalho foi elaborado em novembro de 2105, quando trabalhava na 13ª Regional de Saúde, em Pombal, e avaliou seis municípios: “Primeiro, solicitei os planos de saúde que estavam em vigor. Percebendo a fragilidade, foi elaborado um roteiro para auxiliar os gestores, oferecendo orientações, qualificação e monitoramento”.

“Fiquei muito feliz pelo prêmio porque é um reconhecimento ao apoio institucional do Estado junto aos municípios, para qualificar todo o trabalho, fortalecendo a gestão municipal”, comemorou.

Adotado

O trabalho deu certo e todas as regionais de Saúde o adotaram. O apoiador institucional da 6ª Regional de Patos, Davi Nunes da Paz, disse que o projeto ajuda a reunir gestores e orientá-los sobre situações reais e mostrar a importância da construção dentro do território do município.

“Este prêmio também é um reconhecimento de uma nova cultura que vem sendo implantada no processo de trabalho, onde há reflexão sobre as práticas, pois, geralmente, o trabalhador fica meio mecanizado, sem entender o processo no qual está inserido”, destacou.

Em Cajazeirinhas, o projeto já vem sendo colocado em prática. “Aqui no nosso município, por exemplo, temos duas comunidades quilombolas que precisam ser assistidas, mas que têm necessidades diferentes do restante da população. Portanto, o projeto é importante no sentido de perceber essas diferenças e elaborar planos de saúde a partir disso, para que se contemple todos os moradores”, declarou o secretário municipal de saúde, Edney de Almeida Pires.

O apoiador institucional tem a função de qualificar as discussões nos espaços institucionais para fortalecer as equipes gestoras, a partir da prática e reflexão dos temas essenciais inerentes à regionalização da saúde. É o principal motivador dos espaços de decisão: Comissões Intergestoras Regionais (Cir); Comissão de Integração de Ensino e Serviço (Cies) e grupos condutores das redes prioritárias de saúde (urgência e emergência, doenças crônicas, atenção psicossocial, portadores de deficiência, privados de liberdade e materno infantil).

Comente

Camara Municipal

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here