Em nota, secretário confirma que empresa de diretor da SMS recebeu dinheiro da PMJP

0

A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) divulgou, nesta manhã, nota negando que o atual diretor do Laboratório Central de Saúde Pública da Secretaria de Saúde da Capital, Frederico Simões Cartaxo Ferreira, seja primo do prefeito Luciano Cartaxo (PSD).

Leia também:

Empresa de diretor da Secretaria de Saúde faturou R$ 250 mil da PMJP, revela TCE-PB

Com sobrenome Cartaxo, diretor da Saúde ganha contrato na PMJP sem licitação

Mesmo sendo servidor comissionado da PMJP, Fred Cartaxo, como é mais conhecido, foi denunciado ao Tribunal de Constas do Estado da Paraíba (TCE-PB) de faturado mais de R$ 250 mil dos cofres do Município através do Laboratório de Patologia Clínica Walferedo Nunes, empresa da qual é um dos proprietários.

Na nota, assinada pelo secretário de Saúde da Capital, Adalberto Fulgêncio, a PMJP admitiu que o laboratório de Fred Cartaxo prestou serviços ao Município, conforme atesta pagamentos disponíveis no Sistema de Acompanhamento da Gestão dos Recursos da Sociedade (Sagres), TCE-PB.

Leia abaixo na íntegra a nota emitida pela PMJP:

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE JOÃO PESSOA

NOTA

Em virtude de notícias veiculadas na imprensa local sobre o credenciamento do laboratório Walfredo Nunes de Brito e a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), vimos fazer os seguintes esclarecimentos:

– O diretor do Laboratório Central do Município (Lacen), Frederico Simões Cartaxo Ferreira, em que pese seu sobrenome, não é primo do prefeito Luciano Cartaxo.

– O laboratório Walfedo Nunes de Brito pertenceu à rede credenciada do Sistema Único de Saúde (SUS) de João Pessoa no período de 2004 a 2014, prestando serviços de diagnóstico laboratorial por preços da tabela do SUS, sendo credenciado por gestões anteriores, atendendo a requisitos técnicos e em conformidade com sua capacidade instalada, como era usual à época, não tendo sido, portanto, contratado sem licitação pela atual gestão;

– Em 2014, o credenciamento de laboratórios passou a ser feito por meio de chamamento público e o laboratório mencionado não participou do processo, ficando, assim, sem qualquer vínculo contratual com a Prefeitura de João Pessoa. Ou seja: o referido laboratório nunca foi contratado pela atual gestão.

– Por fim, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) lamenta que a proximidade das eleições esteja ensejando o desencadeamento de condenável onde de denuncismo, provavelmente com fins eleitoreiros e atentando contra os fatos.

João Pessoa (PB), 18 de julho de 2016

Adalberto Fulgêncio

Secretário de Saúde

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here