Sarau de poesia paraibana homenageia Linaldo Guedes no Espaço Cultural

    0

    O Espaço Cultural José Lins do Rego abriu as portas para a poesia. O Sarau ‘Quanto mais Paraíba, Melhor’, lançado no último final de semana, se propõe a reunir interessados em comunicação poética para recitar e interpretar poemas de autores paraibanos.  Os encontros acontecem aos sábados, a partir das 15h, no hall da biblioteca Juarez da Gama Batista. O sarau é aberto ao público e a entrada é gratuita. Neste sábado (26) o homenageado será o poeta e jornalista Linaldo Guedes.

    Linaldo Guedes nasceu em Cajazeiras, mas mora em João Pessoa desde 1979. O escritor atuou nos principais meios de comunicação da Paraíba e atualmente integra a equipe do Correio das Artes, suplemento literário do jornal A União, do qual foi editor por seis anos. Linaldo é autor de três livros de poesia: Os Zumbis também escutam blues e outros poemas (A União/Texto Arte Editora, 1998), Intervalo Lírico (Editora Dinâmica, 2005) e Metáforas para um duelo no Sertão (Editora Patuá, 2012), que aborda as reminiscências que evocam as raízes sertanejas do poeta. Intervalo Lírico tem uma temática lírico-amorosa, com poemas que abordam início, meio e fim de uma relação.

    “Como diz a presidente do Espaço Cultural, Márcia Lucena, o local deve ser mesmo ocupado com intervenções artísticas e culturais de todas as áreas. A poesia é sempre bem-vinda em ambientes onde se respira cultura. Fico muito feliz em participar desse projeto que tenho certeza que terá vida longa”, disse Linaldo, que lançou este ano “Receitas de como se tornar um bom escritor” pela Chiado Editora, de Portugal.

    “A ideia é realizar uma intervenção cultural nas atividades da biblioteca, de forma dinâmica e interativa. Fazemos leituras e interpretações da poesia de autores paraibanos, que é riquíssima e precisa ser mais difundida, sobretudo nos nossos espaços públicos”, disse Danilo Peixoto, coordenador do evento.

    O pessoense Sergio de Castro Pinto foi o primeiro homenageado. Os poemas de seu último livro, A Flor do Gol, foram declamados por estudantes e intelectuais. A obra é semifinalista do prêmio Oceanos 2015. Durante o sarau, o escritor fez algumas intervenções para contar causos e falar sobre os poemas.

    Tatiana Cavalcante, diretora da biblioteca, disse que o sarau é apenas uma das atividades que serão realizadas no espaço. “É sabido que a biblioteca nos nossos tempos não é mais apenas um espaço de estudo, pesquisa e silêncio, ou até mesmo um depósito de livros. A biblioteca hoje é um valioso instrumento cultural, onde, além de estudo, podemos desenvolver habilidades de manifestação cultural e artística. A ideia do sarau é desabrochar, disseminar e valorizar os poetas paraibanos e, ao mesmo tempo, fazer com que a sociedade venha conhecer e se integrar a nossa literatura”.

     

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here