Romero diz que falta médico nos postos de CG por escassez de profissionais na cidade

0
O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), disse nesta terça-feira (11) que a escassez de profissionais na cidade tem causado a falta de médicos nos postos de saúde.

“Isso acontece muito. Agora no início mesmo, muitos profissionais que foram contratados saíram depois de 15 dias pelo fato de terem passado em alguma residência fora do Estado. O salário também não é muito atrativo. Quando você compara Campina com uma cidade menor, onde o profissional do PSF passa dois dias no município e já consegue cumprir a carga horária, facilita a vida dessas pessoas, eles podem se dedicar a outra atividade, inclusive. Afora, com a própria recomendação do Ministério Público em colocar o ponto eletrônico, vai se tornar mais difícil, pois não vai ser atrativo. Temos essa dificuldade de não haver essa atratividade salarial”, comentou.

Sobre as denúncias de que faltam medicamentos nos postos, Romero O gestor reconheceu que aconteceu um problema com a empresa que ganhou a licitação, que colocou um valor muito baixo e não conseguiu distribuir os remédios. Ele afirmou que, após muita pressão, a empresa ganhadora renunciou ao contrato e outro edital foi feito, frisando que o problema será sanado. As informações são do Paraibaonline.

Comente

Camara Municipal

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here