Ricardo manda recado para o PMDB: “só se conta com parceiro quando ele quer”

0

Seguindo a linha de pensamento do presidente estadual do PSB Edvaldo Rosas que cobrou reciprocidade dos partidos aliados da legenda nas eleições de 2016, o governador Ricardo Coutinho (PSB), na manhã desta quinta-feira (11), repercutiu a resposta dada pelo senador José Maranhão (PMDB) de que isso seria “subserviência” e ressaltou que “na vida tudo é mão dupla, tudo tem as suas nuances”.

O governador ressaltou que não se pode obrigar os partidos aliados a seguirem os caminhos traçados pelo PSB, da mesma maneira que o partido pode  seguir outros rumos.

“Pelo PSB fala o nosso companheiro Edvaldo Rosas, que é o nosso presidente estadual, e respeito naturalmente, como tenho que respeitar o senador José Maranhão. Mas Edvaldo é o meu presidente e acho que cada partido sabe do seu caminho. Não se força nada, e nem ninguém, da mesma forma que alguns podem querer um determinado caminho, o PSB pode querer outro caminho”, justificou.

Para Ricardo, assim como para Edvaldo, a parceria em um ano de eleição é importante, mas caso isso não seja aceito pelos coligados ao PSB, o caminho é a disputa nas urnas.

“O PSB é o partido majoritário hoje no Estado, sabe o que quer e conduz  um projeto de renovação dos costumes políticos, avança nos investimentos públicos e tem avançado cada vez mais e nós achamos que seria bom contar com parceiros, agora só se conta com parceiro quando ele quer, se o parceiro não quiser você respeita e vai para a disputa. O PSB está se preparando para fazer em vários locais, em várias cidades, a disputa que por ventura julgue mais importante e mais necessárias, para as necessidades não do PSB, mas da população”, ressaltou.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here