Deputado paraibano defende candidatura de João Azêvedo e garante empenho

0

O deputado estadual Ricardo Barbosa (PSB), declarou que irá se empenhar para que o Secretário de Estado dos Recursos Hídricos, do Meio Ambiente e da Ciência e Tecnologia, João Azevêdo, que é o pré-candidato escolhido pelo PSB, seja um forte concorrente ao Governo do Estado nas eleições de 2018.

“Eu vou torcer e lutar para que o candidato do meu partido seja João Azevêdo”, afirmou.

Ricardo Barbosa, também explicou que aposta na aprovação do governador Ricardo Coutinho (PSB), pela população do Estado, para poder emplacar o nome de João para as eleições de 2018 e ele vencer o pleito.

“Os modelos de gestão e a eficácia dele, ficou provada na reeleição de Ricardo. O que estará em jogos nas eleições serão esses comparativos das gestões. A Paraíba apostou no modelo de governo de Ricardo, isso é essa gestão que vamos vender e defender. A oposição irá tentar colocar defeito nisso, mas estamos preparados. Ricardo, tem mais de 70% de aprovação nos municípios do Estado. Isso é o que iremos vender a população, para o nosso futuro candidato”, ressaltou.

Romero

Ricardo Barbosa ainda aproveitou para destacar que tem acompanhado a política de Campina Grande e verificado que o prefeito Romero Rodrigues (PSDB) é maior politicamente que o seu primo, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB).

O parlamentar destaca que por onde tem andado em Campina e em conversas com a população, empresários e políticos revelam que o prefeito tem um protagonismo maior que Cássio.

“A impressão que eu tenho quando vou a Campina é que Romero cresceu como uma liderança política e tem mais capacidade de influência política do que Cássio”, salientou.

MPF

Ricardo Barbosa revelou ainda que o Ministério Público Federal (MPF) está investigando o ex-prefeito de Mamanguape por improbidade administrativa.

O parlamentar, responsável por encaminhar a denúncia ao órgão, destacou que o ex-gestor hoje é um dos maiores produtores de cana da Paraíba e há 10 anos era um servidor público municipal concursado como fisioterapeuta em uma cidade vizinha.

“Fui 11 vezes secretário e quatro vezes deputado e não fiz fortuna. Por isso, fui pessoalmente no MPF protocolar uma notícia crime por peculato e improbidade administrativa e agora recebi a notificação dizendo que a estão investigando”, comemorou.

 

Comente

Antares

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here