Quase uma tonelada de entorpecentes é apreendido nos últimos nove meses na PB

    0

    O enfrentamento ao tráfico de drogas é uma das prioridades das Forças de Segurança da Paraíba. Em João Pessoa, visando reduzir a criminalidade, o trabalho investigativo da Polícia Civil na repressão qualificada ao comércio de entorpecentes conta com uma unidade especializada: a Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE), que de janeiro a ao início de setembro deste ano apreendeu mais de 950 quilos de drogas. O entorpecente recolhido em maior quantidade foi a maconha (890,311 kg), seguido por cocaína (41,972 kg) e depois o crack (28,078 kg). Por último, aparecem as drogas sintéticas com 39 unidades recolhidas.

    No relatório elaborado pela delegacia especializada, constam ainda 17 armas apreendidas, 386 munições e 22 veículos apreendidos durante as prisões e abordagens policiais.  De acordo com o delegado titular da DRE, Thiago Sandes, os números representam um trabalho focado nos criminosos que atuam no comércio ilegal de entorpecentes. Ele ressalta também a importância de informações vindas por meio do número 197, Disque Denúncia da Secretaria da Segurança e da Defesa Social. “Temos realizado várias ações em que recebemos informações da população. Nossas equipes de investigação vão para as ruas interrogar, levantar dados e depois pedimos os mandados de prisão, busca e apreensão. Também acontecem prisões em flagrante”, ressaltou Thiago Sandes.

    Ainda segundo Sandes, a unidade especializada tem realizado ações em conjunto com outras delegacias do Estado, e a parceria tem sido desde a troca de informações sobre investigados até a prisão e desarticulação de grupos criminosos. “Essa parceria tem dado bons resultados. Recentemente, na zona rural de Cajazeiras, a DRE apreendeu 769 tabletes de maconha, a maior quantidade da droga retirada de circulação pelas polícias estaduais este ano. Equipes da 20ª Delegacia Seccional também deram apoio à delegacia especializada e o resultado foi acima da média. Continuaremos investindo nesse tipo de trabalho em conjunto e com foco na repressão qualificada”, revelou o policial.

    O delegado geral de Polícia Civil, João Alves de Albuquerque, também destacou os trabalhos conjuntos e organizados de unidades policiais a fim de reprimir o comércio de drogas. “Vamos continuar um trabalho integrado entre a Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) com as Regionais e Seccionais, visando combater o tráfico de drogas ilícitas no Estado da Paraíba. Este trabalho conjunto também é importante para reduzir os números de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) e Crimes Violentos Patrimoniais (CVP) que estamos combatendo diariamente através das investigações e prisões, seguindo as diretrizes do programa Paraíba Unida pela Paz”, disse, lembrando ainda a integração entre a instituição e as demais forças de Segurança, como Polícia Militar e Corpo de Bombeiros.

     

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here