PTdoB de Bayeux diz que prefeito não cumpriu nem 10% de promessas de campanha

    0

    Uma das piores administrações que já se viu em Bayeux. Essa foi a avaliação do presidente do PTdoB e principal voz da oposição no município, o jovem Leo Micena, sobre o quarto mandato do prefeito Expedito Pereira (PSB). De acordo com Micena, o chefe do executivo deu um calote eleitoral no povo bayeuxense ao não cumprir as promessas de campanha feitas em 2012. Leo acredita quem nem 10% das mais de 200 promessas do prefeito foram cumpridas.

    “O prefeito não construiu uma casa. Fechou o Pronto Atendimento do único hospital da cidade à noite. Os postos de saúde estão sucateados sem médicos e medicamentos. As obras do estádio Lourival Caetano estão paradas e se arrastam há 12 anos. O saneamento básico parado. A educação é uma lástima. Servidores sendo perseguidos e com ameaças de greve, aliás a maior greve da história do município foi nesse governo.  Não há uma praça pública em Bayeux dotada de condições de lazer e diversão com equipamentos de ginástica de qualidade. Ruas sem iluminação pública. Calçamento do jardim Aeroporto parado. É uma paralisia administrativa essa gestão. É de envergonhar a população,  criticou Leo Micena.

    De acordo com o presidente do PTdoB, dentre tantas obras paradas, a construção da creche do São Bento se destaca porque em 11 de julho agora completa dois anos da assinatura da ordem de serviço por parte do prefeito e até agora a obra não ficou pronta. “Uma obra de mais de R$ 1 milhão parada, abandonada. É uma vergonha a falta de gerenciamento da cidade”, ressaltou.

    Leo afirmou também que lamentavelmente o prefeito Expedito dá sinais de que abandonou a cidade, pois não assume suas responsabilidades, foge do compromisso com o povo e desapareceu do cotidiano do município.

    “Ninguém vê o prefeito mais em Bayeux. Quem é visto e ouvido na cidade é um de seus sobrinhos que aparece muito na secretaria de Saúde e nas redes sociais defende ‘voluntariamente’ o governo mais que o próprio coordenador de comunicação, parece que ele é tipo um ‘porta-voz’ do governo do tio, e com muito prestígio”, disse.

    Leo Micena declarou que a população espera que o prefeito retome o comando da cidade e faça valer de sua condição de prefeito e médico para cuidar das pessoas. “Ainda é possível acertar, mas acho pouco provável pela incompetência e falta de planejamento dessa gestão calamitosa”, concluiu.

     

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here