PT diz que vaias contra Cássio provam que “golpistas” se surpreenderão nas urnas

4

O pré-candidato do PT em João Pessoa Charliton Machado não perdeu a oportunidade de criticar o senador e líder do PSDB Cássio Cunha Lima. Uma das principais vozes em defesa do impeachment da presidente Dilma Rousseff, o tucano foi fortemente vaiado e chamado de “golpista” durante discurso na abertura do Maior São João do Mundo, em Campina Grande, na madrugada deste sábado (04).

Para o petista, aqueles que aderiram ao “golpe” contra a democracia serão surpreendidos nas eleições municipais deste ano.

“As vaias para o senador Cássio não deixam dúvidas: não haverá espaço para conciliações com partidos e lideranças GOLPISTAS nas próximas eleições!”, sentenciou.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

4 COMENTÁRIOS

  1. PALAVRAS DE SALVAÇÃO
    Assim como pueril, eu as Lia, no ambão. As tantas prédicas das Horas litúrgicas. Segundo o Texto Sagrado e os seus Hodiernos Testamentos…
    Naquele tempo…
    Havia A Primeira Leitura.
    O deputado Chico Evangelista [um parente afim de Lafaiete Coutinho, o Ministro da Administração, do então governo Fernando Collor], ao escafeder-se da votação, naquela exata data, pró evacuação do citado caçador de marajás.
    Chico dos Freitas achou de vir auto homiziar-se, num comício, mediado por o discurso que ele ensaiou querer concluir, em praça pública. Aqui, neste Sertão, interior paraibano, onde se Beija o Santo Cruzeiro Austral, do cimo da Serra Brejo Cruz – PB.
    Foram tantos os apupos que o populismo do parlamentar se apercebeu defrontado pela turba de quem, até aquele concentração arregimentada pelo Partido da Frente Popular. De quando os abolicionistas, eleitores do PFL, lhes fora aliados para com o mesmo Pós apostata dos Santos Evangelhos durante a percuciente Democracia conclamada por nós outros: O povo brasileiro.
    Chico Evangelista fez por bem merecer granjear à sua incontinente carreira política levada, naquele amargo, instante a beijar a lona. Sumariamente. Para nunca mais ele usufruir do alegre retorno aos louros que galgara durante a sua meteórica vida política.
    Seguíamos um temático Salmo responsorial.
    – Em verdes campinas; o Senhor fez maravilhas… Santo é o Seu Nome!
    Antes da Leitura do Evangelho; atentos ficávamos durante a Segunda Leitura.
    Isto, agora, ao constatar, em plena abertura, ante do eufemismo da Maior Quadrilha do Mundo.
    Em a outra face da mais controvertida recepção, alucinada, para com os caudatários de haver tornado o epiteto daquela Campina Grande, no outrora: A Capital do Trabalho; em a Maior Ressaca do Planeta chamado Bodocongó.
    Em plena Praça do Meio do Mundo & a suas adjacências.
    Pensei, cá com os meus botões…
    Isto é o começo do fim.
    Ou o avesso do avesso pelo anverso?
    De quem, Augusto dos Anjos, declama em alto e bom som.
    — NÃO, Jesus não morreu…
    Pois o nosso amor a causa Humana comum a todo o povo brasileiro, está vivo, dentre a reflexiva consciência dos campinenses favoráveis ao nosso pleno Estado de Direito por sobre a Serra da Borborema.
    — Recito, conosco, estas Palavras de Salvação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here