PT denuncia que há famílias que vivem em casas de papelão e cobertas de lona em JP

0

A cidade de João Pessoa é composta por diversos bairros e comunidades, no entanto, de acordo com relatos dos moradores do bairro Portal do Sol e da Comunidade do Tanque (localizada na Ilha do Bispo), a Prefeitura parece tê-los esquecido. O professor Charliton Machado, pré-candidato a prefeito, esteve nestas duas localidades, e viu de perto o descaso da gestão municipal com aquelas pessoas.

O professor Charliton Machado explicou que em João Pessoa existem realidades bem diferentes de um bairro para outro, além das comunidades que precisam de um acompanhamento especial do poder público: “Em ambos os casos é preciso vontade política e sensibilidade para escutar as necessidades dos moradores, e proporcionar que eles tenham acesso aos serviços básicos, e de direito, de qualquer cidadão: saúde, educação e moradia. Isso não existe no bairro Portal do Sol e na Comunidade do Tanque”.

“Encontramos a ausência do poder público. Presenciamos o abandono da Prefeitura. Ainda temos em João Pessoa famílias morando em casas de papelão e cobertas com lona e plástico. Parece que o prefeito não enxerga essas pessoas, mas a questão é que elas estão lá, e precisam urgentemente da presença do estado”, acrescentou.

Um morador da Comunidade do Tanque, que pediu para não ser identificado, relatou que a Prefeitura prometeu construir apartamentos em outro local da cidade, mas essa promessa nunca foi cumprida e não atende os anseios dos moradores que querem permanecer no mesmo local, porém, em melhores condições: “A comunidade quer ficar aqui, mas também queremos uma casa. Aqui não tem problema com enchente, e os pescadores não podem sair daqui. É do rio que eles tiram o pão de cada dia”.

Outro grande problema da Comunidade do Tanque, e que também é a mesma realidade do bairro Portal do Sol, é a demora, ou até mesmo inexistência, da coleta do lixo. Uma das moradoras da Comunidade do Tanque disse que os moradores precisam pagar um carroceiro para retirar o lixo das ruas: “Se não pagamos o lixo fica na rua, e aparece rato, timbu, barata e até cobra. As crianças não podem brincar e não podem sair na rua por causa da sujeira”.

Após os relatos dos moradores, o professor Charliton Machado destacou a falta de vontade e interesse da gestão, e a falta de interesse em saber as reais necessidades da população. “O que temos no Portal do Sol e no Tanque é a prova de que a Prefeitura não quer atuar em todas as localidades, muito menos ouvir a população. São inúmeras promessas não cumpridas, e o abandono de pessoas que ajudam na construção da nossa cidade. No caso da Comunidade do Tanque é preciso um laudo antropológico ou um estudo de impacto social, afinal, existem pessoas que moram lá há mais de 40 anos. Soluções para melhorar a qualidade de vida dessas pessoas existem, o que falta é vontade do poder municipal”, criticou.

PT denuncia que há famílias que vivem em casas de papelão e cobertas de lona em JP PT denuncia que há famílias que vivem em casas de papelão e cobertas de lona em JP

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here