PSOL critica Cartaxo por condução da greve dos professores em JP

    0

    O presidente estadual do PSOL, Fabiano Galdino, comentou na quinta-feira (2), que as ameaças da gestão petista de retaliar e até demitir professores é uma decisão de intolerância e incapacidade para o diálogo com os grevistas. “E o primeiro Governo do PT em João Pessoa ameaça os professores em greve com corte de pontos e demissão para novatos”, comentou nas redes sociais.

    De acordo com Galdino, a disposição do prefeito Luciano Cartaxo (PT) é bem maior em afrontar direitos do que mediar acordos. “O prefeito Luciano Cartaxo (PT) surpreende seus sucessores, entre eles, Cícero Lucena. Até onde sei nem Cícero teve essa ousadia de perseguir trabalhadores da Educação. Uma precipitação sem precedentes, da parte de quem prometia em campanha instituir a mesa de negociação permanente”, disse.

    O dirigente do PSOL ainda ressaltou que “se realizar concurso foi um mérito da gestão petista, ameaça de demissão aos recém-concursados do magistério revela uma contramão da gestão e intolerância diante do direito à greve e às reivindicações salariais dos professores”.

    “A incapacidade é mais do que de diálogo, é de institucionalidade e de atribuições de funções administrativas da Gestão. Ora, se envolver diretamente na questão do estágio probatório de professores novatos é um exemplo disso”, afirmou.

    Ao concluir sua postagem, Galdino ainda acentuou que, marcado pela intolerância e impaciência com o direito de greve, a administração petista se ultima rapidamente, Pode-se estar construindo o fim da primeira gestão petista em João Pessoa.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here