Professor Charliton garante a ‘Casa Lar’ e acessibilidade para os idosos

0

Segundo informações do Instituto Brasileiro de Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Censo de 2010 constatou que mais de 74.500 pessoas que residiam em João Pessoa eram idosos, com 60 anos ou mais. “Mais de 10% da nossa população é composta por pessoas idosas, no entanto, a gestão municipal não conseguiu discutir políticas que possam compreender os desafios da pessoa idosa que vivem em nossa cidade”, disse o Professor Charliton, candidato do PT a prefeito.

“João Pessoa é a terceira Capital do Nordeste com o maior índice de população idosa. A cada ano cerca de três mil pessoas entram para a terceira idade, e com isso o poder público precisa entender que existe um aumento significativo na demanda por serviços públicos, a exemplo do atendimento em saúde. O poder público precisa incorporar este contingente populacional cada vez maior, no entanto, a realidade que vivemos atualmente é bem diferente”, acrescentou.

De acordo com o professor, é dever do gestor municipal oferecer para os idosos de João Pessoa serviços que permitam uma melhora na qualidade de vida dessas mulheres e homens: “É necessário o fortalecimento do protagonismo social, cultural e político, incorporando seus saberes e contribuindo para promover um envelhecimento em que o idoso tenha atividades a desenvolver e cuide de sua saúde por meio de atividades socioculturais integrativas, fisioterapia e alimentação saudável”.

Entre as premissas que estão no Programa de Governo do candidato do PT está a construção da Casa Lar, um equipamento voltado principalmente para os idosos em situação de abandono. “A Casa Lar será um espaço de moradia digna, e que irá proporcionar a  socialização, a realização de atividades culturais, e com a presença de uma equipe multidisciplinar”, explicou o Professor Charliton.

Também serão implantadas em João Pessoas as seguintes ações voltadas para os idosos e idosas: Programas educacionais; ações para reingresso e combate ao preconceito contra os idosos no mercado de trabalho; garantia do acesso à habitação para o idoso; promoção da acessibilidade aos prédios públicos, privados e a padronização das calçadas do Centro e avenidas principais dos bairros; criação de canais e suporte para a promoção da defesa dos direitos da pessoa idosa; registro da memória e a transmissão de informações e habilidades do idoso aos mais jovens; e a ampliação e implementação de programas de lazer, esporte e atividades físicas que proporcionem a melhoria da qualidade de vida do idoso e estimulem sua participação na comunidade.

Comente

Antares

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here