Você viu? Procurador confirma sobrepreço na obra da Lagoa e admite acionar a PF

8
Você viu? Procurador confirma sobrepreço na obra da Lagoa e admite acionar a PF
Procurador da República Yordan Delgado

O procurador da República na Paraíba, Yordan Delgado, confirmou, na terça-feira (5), a existência de sobrepreço na obra de revitalização do Parque Solon de Lucena – Lagoa, conforme constado pela Controladoria Geral da União (CGU). Em entrevista à Rádio Tabajara, o representante do Ministério Público Federal (MPF) no Estado ainda admitiu acionar a Polícia Federal (PF) para investigar as denúncias que pesam contra a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP).

Leia também:

MPF confirma início da investigação para apurar desvio de recursos na obra da Lagoa

“Acredito que dentro de um mês eu terei novidades, mas por enquanto, eu posso dizer que, de fato, pelo relatório da CGU, se constatou um sobrepreço da obra, conforme já foi divulgado. São informações técnicas que precisam ser aprofundadas, porque a CGU fez uma medição e percebeu que a quantidade de areia que tinha sido tirada da Lagoa, tinha sido menor do que a Prefeitura teria informado, que teria pago à empresa”, disse o procurador Yordan Delgado.

Durante a entrevista, o procurador admitiu acionar a Polícia Federal para investigar o suposto crime praticado contra o erário público. “Após umas diligências iniciais, é possível que depois haja a requisição de inquérito policial para que a polícia investigue a parte criminal e aqui a gente (MPF) investigue a parte de eventual improbidade”, revelou.

Na segunda-feira (4), a Assessoria de Comunicação do MPF revelou, com exclusividade ao Paraíba Já, o procurador da Yordan Delgado havia iniciado as investigações sobre o relatório CGU, que apontou um sobrepreço de quase R$ 10 milhões da obra da Lagoa.

CPI da Lagoa

O suposto desvio de recursos da obra da Lagoa também dever ser investigado pela Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP). No mês passado, dez vereadores protocolaram o pedido de instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito para apurar as denúncias da CGU.

A CPI da Lagoa, como está sendo chamada, aguarda parecer da Procuradoria Jurídica da CMJP para ser instalada. Na semana passada, a bancada de oposição ao prefeito Luciano Cartaxo (PSD) entrou com um mandado de segurança na Justiça para evitar que o pedido de instalação da CPI seja arquivado.

Ouça trecho da entrevista do procurador:

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here