Procon-JP alerta sobre compras que forem realizadas no Black Friday

    0

    Nesta sexta-feira, 28, se realiza mais uma edição do Black Friday, ação de consumo que se caracteriza por promoções em redes de varejos em todo País em lojas virtuais e, atualmente, em algumas lojas físicas de grandes portes. Preocupado com possíveis enganações, a Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-JP) elaborou dicas para deixar o consumidor mais seguro na hora de realizar as compras na chamada “sexta-feira negra”.

    O secretário Helton Renê alerta aos consumidores para que fiquem atentos ao participarem desse evento de consumo e não serem seduzidos pelos preços aparentemente muito baixos, mas que maquiam uma possível enganação. “Existem muitas reclamações por parte dos consumidores de edições anteriores do Black Friday, que é a maquiagem de preços usada pelos e-commerces, que é quando o lojista aumenta o valor do produto dias ou semanas antes da promoção anual, parecendo dar um desconto muito maior na sexta-feira de compras”, esclareceu o secretário.

    Helton Renê acrescenta que o Procon-JP preparou dicas para que o consumidor possa se basear na hora da compra, seja pela internet, seja na loja física. “O volume de vendas durante a Black Friday vem aumentando a cada ano desde a primeira edição, que foi em 2010. A estimativa é que, de cada cinco internautas, 4 participem do evento, então é o caso dos órgãos de defesa se preocuparem e pedirem atenção aos consumidores, que devem dar preferência a sites com boa reputação no mercado, desconfiar de ofertas muito abaixo do padrão de mercado, conferir se a empresa existe de fato e de direito (CNPJ, endereço e telefone de contato), e  entrar logo em contato com os órgãos de defesa do consumidor em caso de dúvida ou identificando algum problema na transação”, disse.

    Ele acrescenta que há um marco legislativo do e-commerce, que é o decreto 7.962/2013, que regulamenta a lei  8.078, de 11 de setembro de 1990, que dispõe sobre a contratação no comércio eletrônico, abrangendo aspectos como  informações claras a respeito do produto, serviço e do fornecedor, atendimento facilitado ao consumidor e respeito ao direito de arrependimento.

    Dicas para aproveitar melhor o e-commerce
    a) dar preferência a sites com boa reputação no mercado;
    b) desconfiar de ofertas muito abaixo do padrão de mercado.
    c) verificar se o endereço eletrônico indicado na barra é o mesmo informado no site;
    d) verificar a adoção de sistemas de segurança (cadeado ativo no canto direito da tela) principalmente quando fornecer dados pessoais;
    e) desconfiar de formas de pagamento incomuns como depósito em conta de pessoas físicas,
    f) conferir se a empresa existe de fato e de direito (CNPJ, endereço e telefone de contato);
    g)  entrar em contato com os órgãos de defesa do consumidor logo, em caso de dúvida ou identificando algum problema na transação.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here