Presidente do PSOL-JP compara ação da PMJP com movimento grevista ao regime militar

    0

    O presidente do PSOL de João Pessoa Renan Palmeira divulgou nota de repúdio contra providências anunciadas pela Prefeitura Municipal de João Pessoa sobre a greve dos servidores da Educação. De acordo com a nota, a PMJP pratica assédio moral e perseguição política à categoria ao lutar por direitos e compara ação do governo ao regime militar.

    Leia na íntegra.

    “A greve dos Trabalhadores/as em Educação do Município de João Pessoa completa vinte dias de resistência, um movimento que tem sido vitorioso e servido de exemplo para outras categorias do município e do estado da Paraíba, que se espelham na combatividade desses lutadores para também lutar pelos seus direitos.

    Após a deflagração do movimento grevista dos Trabalhadores/as em Educação do Município de João Pessoa, a Prefeitura vem praticando diversos tipos de assédio moral e perseguições políticas, ameaçando com cortes de ponto dos efetivos, instauração de processos administrativos para os efetivos em estágio probatório e demissão dos prestadores de serviço em greve, com o claro objetivo de calar os trabalhadores em educação que reivindicam aumento salarial de 16% retroativo a janeiro (data-base) para toda a categoria, melhores condições de trabalho, reformulação e unificação do PCCR e uma discussão democrática e participativa do Plano Municipal de Educação.

    Nesse sentido, o  Diretório Municipal do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) vem a público repudiar essa prática autoritária, inconstitucional e anti-sindical conduzida pelo prefeito Luciano Cartaxo (PT), lembrando os velhos tempos do regime militar onde os trabalhadores eram impedidos de realizar greves, manifestações e de lutarem pelos seus direitos.

    Deixamos claro que não vamos admitir que essa prática perdure na Prefeitura de João Pessoa, iremos em solidariedade aos trabalhadores/as em educação em greve denunciar o Prefeito Luciano Cartaxo (PT), ao Ministério Público do Trabalho e ao Ministério Público Estadual sobre os casos de assédio moral que estão sendo praticados.

     

    Prefeito lutar não é crime!

     

    Renan Palmeira

    Presidente do Diretório Municipal do PSOL de João Pessoa”

     

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here