Presidente da Boeing pede desculpas por dizer que faz funcionários terem medo

0

O presidente da Boeing, Jim McNerney, pediu desculpas por ter dito que os empregados da gigante da aviação estão “encolhidos de medo” durante sua permanência no cargo, comentário que um membro de um sindicato considerou “um novo tropeço” na relação da empresa com os funcionários.

McNerney fez a declaração na quarta-feira, durante um encontro com analistas em que ele foi perguntado se pensava em se aposentar depois que fizesse 65 anos. O executivo respondeu que não vai se aposentar porque “o coração ainda estará batendo, e os empregados continuarão encolhidos de medo”, de acordo com o jornal The Seattle Times.

No pedido de desculpas enviado a toda a companhia na sexta-feira, McNerney disse que o comentário feito durante o encontro foi “uma piada de mau gosto”. Mas nem os empregados, nem líderes sindicais acharam engraçado.

O presidente internacional do sindicato dos maquinistas, Tom Buffenbarger, declarou que as “observações sem graça e desnecessárias” servem como um “lembrete de que o estilo bélico de gerenciamento de Jack Welch ainda está bem vivo na Boeing.”

Welch, ex-CEO da General Electric, era conhecido por sua sinceridade fria enquanto fechada fábricas e demitia milhares de pessoas, em um esforço para equilibrar as contas do conglomerado.

“Se ele é capaz de dizer tamanha asneira, a próxima coisa que deveríamos ouvir dele são sinceras desculpas a todos os empregados da Boeing”, acrescenta Buffenbarger.

O presidente da empresa disse em seu recado: “Eu simplesmente estava tentando explicar sobre minha idade e permanência no cargo em uma pergunta que me fizeram pelo menos uma dúzia de vezes nas últimas semanas. Não houve tentativa de desrespeitar ninguém senão eu mesmo”.

Com informações do Portal iG

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here