Prêmio vai estimular debate sobre a igualdade de gênero nas escolas municipais

    0

    A Prefeitura Municipal de João Pessoa, através da Secretaria Extraordinária de Políticas Públicas para as Mulheres (SEPPM) e da Secretaria de Educação e Cultura (Sedec), lança nesta quinta-feira (27), às 9h, no Centro Administrativo Municipal, em Água Fria, o 1º Prêmio Eleonora Menicucci – Igualdade de gênero nas escolas.

    Desenvolvido pela Coordenação de Educação Inclusiva, não sexista, não racista, não homofóbica, não lesbofóbica da SEEPM, que também contou com a colaboração do Núcleo Interdisciplinar de Pesquisa e Ação Sobre a Mulher e Relações de Sexo e Gênero (Nipam), o prêmio consiste em um concurso de redações e experiências pedagógicas de igualdade de gênero realizadas no ambiente escolar. Serão contemplados os trabalhos desenvolvidos por estudantes, professores e pela própria escola.

    Segundo a secretária de Políticas Públicas para as Mulheres, Giucélia Figueiredo, esse prêmio representa o pensamento da gestão do prefeito Luciano Cartaxo: “Todos nós que compomos a Prefeitura de João Pessoa entendemos que através da educação podemos mudar conceitos e comportamentos, e entre eles o machismo, sexismo e racismo. Em conjunto com a Secretaria de Educação, estamos, através do Prêmio, incentivando a inserção desse debate nas unidades escolares municipais, pois sabemos que assim estamos estimulando e fortalecendo a reflexão crítica acerca das desigualdades existentes em nossas escolas e sensibilizando a sociedade sobre tais questões”.

    No 1º Prêmio Eleonora Menicucci – Igualdade de Gênero nas Escolas, as redações e experiências pedagógicas não poderão apresentar nenhuma forma de exclusão, preconceito e discriminação a questão de raça, etnia e orientação sexual e identidade de gênero.

    “O debate sobre igualdade de gênero também passa diretamente por essas questões, e queremos ver como a escola, os professores e os alunos podem atuar nesta mudança de pensamento. Em 2014 desenvolvemos um trabalho nas escolas municipais colocando essas questões para os estudantes, e tivemos uma excelente recepção dos próprios alunos, professores e diretores”, explicou a coordenadora de Educação da SEPPM, Girlani Lima.

    Sobre a escolha do nome do prêmio, Giucélia Figueiredo revelou que o histórico da atual ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres, junto com a sua ligação com João Pessoa foi fundamental: “Ao sair da prisão, em 1973, Eleonora Menicucci vem para João Pessoa, e foi aqui que, além de começar a sua vida docente na UFPB, ela iniciou a sua pesquisa sobre as condições de vida das mulheres brasileiras”.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here