Prefeito de Santa Rita lamenta déficit de mais R$ 1 mi; Câmara ainda não votou LOA

    0

    Déficit chega a mais de 1 milhão de reais só na primeira cota de repasses na comparação com 2015; vivendo uma séria crise provocada pela queda de suas receitas, a gestão municipal santarritense trava verdadeira guerra para por a casa em ordem; município ainda não tem orçamento para 2016 aprovado pela Câmara Municipal.

    Desde que assumiu a prefeitura em 30 de setembro de 2015, o governo municipal de Santa Rita enfrenta graves dificuldades financeiras, entre elas o desmantelamento da máquina administrativa na antiga gestão de Reginaldo Pereira, que registrava já em agosto do ano passado saldo negativo de mais de R$ 10 milhões.

    Além da crise financeira que assola o país, a gestão canavieira ainda enfrenta questões sérias como política salarial e o mínimo que toda organização pública ou privada devem manter em dia: salários.

    Comparando as receitas de 2016, até o momento, com o mesmo período de 2015, Santa Rita já perdeu R$ 1.044.358,39 (um milhão, quarenta e quatro mil, trezentos e cinquenta e oito reais e trinta e nove centavos), só no repasse da primeira cota do ano, até o último dia 12.

    Só de FUNDEB, o município perdeu R$ 395.866,15 (trezentos e noventa e cinco mil, oitocentos e sessenta e seis reais e quinze centavos).
    Prefeito de Santa Rita lamenta déficit de mais R$ 1 mi; Câmara ainda não votou LOA Prefeito de Santa Rita lamenta déficit de mais R$ 1 mi; Câmara ainda não votou LOA

    Em 2015, Santa Rita recebeu R$ 1.277.696,80 (um milhão, duzentos e setenta e sete reais, seiscentos e noventa e seis reais e oitenta centavos).

    A folha do Magistério, por exemplo, chega ao aporte de mais de R$ 2,1 milhões.

    O município tem R$ 881 mil em caixa.

    Com relação aos repasses da Saúde, o rombo é de quase R$ 100 mil com relação ao mesmo período de 2015.

    Há de se levar em consideração que as principais receitas da Rainha dos Canaviais em 2016 sofreram baixas no mesmo período, em relação a 2015 (vide gráfico).

    Vamos aos números brutos da evolução da receita do município (R$):

    FPM: -547.574,72

    ICMS ESTADUAL: – 89.772,96

    SAÚDE: -95.687,34

    FUNDEB: -395.866,15

    TOTAL GERAL: -1.044.358,3

    Somando todas as receitas da Prefeitura de Santa Rita até o momento, com relação a 2015, mais de 1 milhão de reais deixou de entrar nos cofres santarritenses.

    Numa conta rápida, o valor deficitário pagaria na Educação aos vigilantes e à sede funcional, o chamado MDE, ao FUNEDEB 40. Na sede da edilidade, o valor pagaria aos Eletivos, suas pensões e às secretarias lotadas na sede. Na Saúde, a gestão terminaria dezembro, já iniciado para algumas categorias da pasta.

    Mas o município ainda vive outro drama vindo das bandas da Câmara Municipal.

    Sem orçamento para o ano até o momento, o município ainda enfrenta feroz oposição por parte da Mesa Diretora do Parlamento Mirim, que busca travar a rotina do município, assim como da edilidade, que sequer pôde implantar seu sistema contábil para o ano em curso, haja vista ainda esperar a aprovação da LOA ainda para a sessão do dia 19, próxima terça-feira.

    O prefeito Netinho reconhece as dificuldades por que passa o município, com suas contas combalidas, mas reafirma o compromisso de sua gestão com a população e com o trabalho de reconstrução que vem sendo feito desde a sua volta à cadeira do Executivo Municipal.

    “Quando voltamos e tomamos pé da situação, sabíamos que não seria fácil, sabíamos o tamanho do desafio. Somo uma equipe unida e pronta para trabalhar por nossa cidade e nosso povo. Sabemos que não é fácil passarmos por toda essa dificuldade que vemos o município e nossos servidores passarem, a luta segue árdua para cumprirmos com os nossos compromissos e vamos cumpri-los, não nos restam dúvidas disso. Nosso povo merece o nosso empenho na busca pelas soluções dos graves problemas que encontramos e nossa missão é restabelecer a ordem e por a cidade no prumo para que seja pronta para o futuro que planejamos para ela. Vamos sair da situação. Com trabalho e esforço, sairemos mais fortes e prontos para os desafios que estão por vir. Estamos trabalhando. Trabalho é a palavra de ordem na nossa gestão. Nossa cidade e o nosso povo são acostumados a vencer grandes lutas, esta será mais uma da qual sairemos vitoriosos”, declarou o prefeito.

     

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here