Preço do pescado deve aumentar ainda esta semana devido à Semana Santa em JP

    0

    O término dos festejos carnavalescos dá início à preparação para a Semana Santa e é nesse período que a procura por pescados tem um aumento significativo de vendas. Para os consumidores, esse aumento será de cerca de R$ 3,00 a R$ 5,00 a partir da próxima semana. Na praia da Penha, alguns pescados como a cioba e cavala já terão seus valores alterados de acordo com o aumento de preço da tarifa de energia elétrica e de combustível. Ana Gomes, responsável por um dos locais que vendem peixes na praia da Penha, alega que a mudança de R$ 22,00 para R$ 25,00 no preço da Cioba terá influência desses aumentos, já que seu pescado vem do Estado do Rio Grande do Norte.

    De acordo com a administração do Mercado de Peixe de Tambaú, o aumento na quantidade de vendas do pescado chega ser de até 100% no período que antecede a Semana Santa para os cristãos. Somente em 2014, foram vendidos entre 500kg a 600kg, enquanto que a média mensal é de 300kg durante o ano. A estimativa é que as vendas nesse período sigam o mesmo ritmo do ano passado.

    Nivaldo Cunha, coordenador do Mercado de Peixes de Tambaú, mais conhecido como “Tenente do Peixe”, conta que o quilo da cioba, um dos mais procurados, vai passar de R$ 25,00 para R$ 28,00. Ele alega que essa variação de preços não é ocasionada exclusivamente por causa da Semana Santa e que a escassez de alguns pescados depende também de outros fatores que não são de responsabilidade apenas do Mercado de Peixes.

    “Às vezes acontece na Semana Santa de alguns pescados ficarem escassos. Nossa pescaria artesanal é complicada, inclusive em época de lua cheia fica ruim, porque a isca é dependente dos peixinhos pequenos que eles pegam à noite. Em noite clara, esses peixinhos não sobem, então os pescadores não pegam os peixes principais como cioba, cavala, arabaiana, entre outros”, explicou.

    Para Maria Aparecida de Jesus, cliente do mercado, o valor da cioba nesse mesmo período no ano passado era de R$ 22,00 o quilo e que essas variações vêm pesando cada vez mais no bolso do consumidor. “Sempre nesse período depois do Carnaval o preço sobe e quem paga é sempre a gente né?”, disse Maria Aparecida, que mantém a tradição de comer peixe durante toda a quaresma.

    A dona de casa Maria do Rosário também questionou o valor do pescado, mas relatou que sempre busca o “Tenente do Peixe” por manter o valor sempre abaixo dos outros boxes do Mercado de Tambaú. “O valor sempre sobe na Semana Santa, mas aqui é um dos poucos lugares que o preço do peixe está sempre em conta, principalmente com o seu Tenente aqui, eu compro sempre com ele”, disse.

    Figura conhecida no Mercado de Peixes de Tambaú, Nivaldo sugere que além de uma boa pesquisa, tanto na qualidade dos pescados quanto no valor de mercado, anteceder o quanto antes as compras da Semana Santa pode trazer uma economia expressiva para o bolso do consumidor, além de evitar dores de cabeça que acontecem sempre que se aproximam festividades que envolvem o comércio em geral. Encomendar o pescado com antecedência e buscar sempre um vendedor de sua confiança são as dicas para manter sempre as tradições e costumes da Semana Santa com tranquilidade, qualidade e economia.

    Com informações do Jornal A União

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here