Pré-candidato denuncia ‘farra’ de diárias na Câmara Municipal do Conde

0

A Câmara Municipal de Conde, Litoral Sul do Estado, está sendo alvo de denúncia de abuso no uso das diárias recebidas pelos parlamentares, durante os últimos três anos.
A denúncia encaminhada ao portal, partiu do secretário-geral do PSB e pré-candidato a vereador, Nildo Lacerda, que inconformado com os gastos relativos ao pagamento de diárias, relatou os abusos na concessão e nos valores pagos por elas: “Se formos ao pé da letra, diárias de viagens significam ajuda de custo para cobrir gastos com alimentação, estadia e locomoção dos parlamentares que estão fora do local de trabalho. Mas para a Câmara Municipal, essa verba pública, que precisa ser rigorosamente fiscalizada, tem os mais variados fins, inclusive o de virar complementação salarial.”
Os Dados do Sistema de Acompanhamento da Gestão dos Recursos da Sociedade (Sagres), do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB), revelaram que os vereadores condenses não tiveram o menor pudor em “usar e abusar” das diárias de viagens.
“Somente um, dos onze vereadores, consumiu dos cofres públicos a “bagatela” de R$ 55.000,00 (cinquenta e cinco mil reais), e a totalização dos gastos de todos os vereadores com diárias, ultrapassou os R$ 440.000,00 (quatrocentos e quarenta mil reais), nos últimos 03 anos.”, destacou Nildo Lacerda.
O socialista faz duras críticas a transparência dos atos legislativos, principalmente sobre a prestação de contas do dinheiro gasto com as diárias: “A Câmara Municipal de Conde, não tem nenhum mecanismo ou ferramenta de acompanhamento das atividades dos parlamentares. Não se tem transparência de absolutamente nada, não se tem um portal de informações, não se tem um portal de transparência, e os vereadores não prestam contas a população das suas ações e nem do dinheiro que recebem pelas diárias que usam.”
Segundo Nildo, é papel da população civil organizada, apontar os erros e os problemas, mas também, não esquecer de apontar soluções: “Nós estamos fazendo a nossa parte, denunciando e apontando os erros, agora cabe ao Ministério Público e ao Tribunal de Contas, fazerem as devidas interpretações sobre o caso e tomarem suas medidas. Entretanto não podemos deixar de apontar soluções, que sejam a formatação de leis de transparência para os atos do legislativo municipal, principalmente, a criação de portais de informações e de transparência, para que toda a população condense possa saber o que se faz na casa de Cicero Leite.”

Confira os valores que cada Vereador recebeu em diárias nesta legislatura (janeiro/2013 a abril/2016) :
Vereadores
Total gasto

Denys Pontes
R$ 55.200,00

Fábio Melo
R$ 48.600,00

Sanderson Duarte
R$ 48.300,00

Emerson Eneas
R$ 42.900,00

José Muniz
R$ 41.300,00

Luzimar Nunes
R$ 41.200,00

Jucelino Correia
R$ 38.400,00

Carlos André
R$ 35.000,00

Luiz Severino
R$ 33.600,00

Ednaldo Barbosa
R$ 29.300,00

Tânia Pimentel
R$ 26.400,00

Fonte: SAGRES-PB

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: redacao@paraibaja.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here