Polícia prende acusados de latrocínio de dono de padaria em João Pessoa

    1

    Uma operação conjunta entre policiais civis da Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio (Roubos e Furtos) e policiais militares do 5º Batalhão realizada nessa quinta-feira (12) resultou na prisão de quatro suspeitos de envolvimento no latrocínio – roubo seguido de morte – do comerciante Francisco Ferreira da Silva, de 52 anos, durante assalto à padaria da vítima, na última segunda-feira (9), no bairro do Cristo Redentor, em João Pessoa.

    O primeiro preso na ação foi pego pela Polícia Civil da Paraíba na cidade de Natal, no Rio Grande do Norte. John Jeferson da Silva Sousa, de 22 anos, estava dirigindo o veículo no dia do assalto. De acordo com as investigações, ele vinha para a cidade João Pessoa realizar crimes de roubo e após praticar várias ações retornava ao estado de origem.

    Depois da prisão dele, policiais militares prenderam, no bairro de Cruz das Armas, em João Pessoa, José Tarcísio Rangel de Melo, de 38 anos. Ele é acusado de ser o autor dos disparos no momento do assalto e que atingiram a vítima. O comandante do 5º Batalhão, tenente-coronel Carlos Sena, responsável pela prisão, disse que o acusado já era conhecido da polícia. “Ele estava foragido da Penitenciária Média de Mangabeira desde 2013, onde já cumpria pena por latrocínio, homicídio qualificado e roubo a banco. Após o crime, começamos esse trabalho conjunto com a Polícia Civil e após troca de informações conseguimos chegar aos suspeitos”, detalhou.

    O terceiro preso foi encontrado no Bairro das Indústrias, em João Pessoa. Jordson José Alves Lins, de 19 anos. De acordo com a delegada de Roubos e Furtos, Emília Ferraz, Jordson e Tarcísio foram os que desceram do carro para realizar o assalto na padaria. “Em depoimento, entendemos que o John estacionou o carro, desceram Jordson e Tarcísio, que era quem estava armado. Jordson fez a abordagem no caixa e, após a confusão, Tarcísio atirou e assassinou o comerciante”, relatou.

    Por último, a polícia conseguiu identificar a participação de Paulo Henrique dos Santos, de 18 anos.   Ele foi pego pela PM em um ponto de ônibus no bairro do Valentina Figueiredo, na Capital. Segundo a delegada Emília Ferraz, na organização de funções dentro da quadrilha, Paulo funcionava como um ‘olheiro’. “O pai de Paulo Henrique era um funcionário terceirizado da padaria e, muitas vezes, Paulo ia ajudar o pai em tarefas executadas no estabelecimento. Ele repassou as informações para os outros criminosos e, segundo o depoimento, o alvo foi escolhido por ser bastante movimentado e eles acreditavam que lá tivesse alta circulação de dinheiro”, disse a autoridade policial.

    De acordo com o delegado Walter Brandão, da Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio (Roubos e Furtos), o preso no Rio Grande do Norte integrava uma quadrilha responsável por realizar vários assaltos em João Pessoa. “Tanto ele quanto os outros três presos integravam uma quadrilha que vinha praticando vários assaltos, inclusive no dia do latrocínio ao dono da padaria eles tinham roubado um posto de combustível, minutos antes, no bairro de Jaguaribe. O John (preso em Natal) utilizava nas ações um carro que ganhou de presente do pai para trabalhar na segurança privada e após praticar os roubos retornava a Natal”, contou.

    Após depoimento na Central de Polícia, no bairro do Varadouro, os quatro serão encaminhados para a Penitenciária Desembargador Flósculo da Nóbrega (Roger) onde aguardarão a decisão da Justiça. Eles responderão pelos crimes de latrocínio e associação criminosa.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: redacao@paraibaja.com.br

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here